Nos dois jogos de Wentz na NFL, ele completou 60.6% dos passes, lançou para 468 jardas e três touchdowns (Divulgação: Philadelphia Eagles)

Os dois primeiros jogos de Carson Wentz como quarterback do Eagles

Segunda escolha geral do Draft da NFL de 2016, de North Dakota State, o quarterback (QB) Carson Wentz surpreendeu nos dois primeiros jogos na NFL. Desde 1970, nenhum rookie (calouro; primeiro ano) começou a temporada como titular e, em duas partidas e não teve nenhum turnover, quando ocorre uma interceptação ou um fumble perdido.

Assisti às duas partidas da temporada de 2016 do Philadelphia Eagles. No primeiro jogo, a equipe da Pensilvânia recebeu o Cleveland Browns e, venceu sem dificuldades, pelo placar de 29 a 10. Wentz jogou como um veterano e não só pelas estatísticas, mas também pela postura dentro de campo. Esteve calmo no pocket, protegeu a bola (algo que preocupava antes do Draft) e lançou passes precisos. A forte linha ofensiva liderada por Lane Johnson e Jason Peters auxiliou e protegeu o quarterback contra a equipe de Cleveland. O RB Ryan Matthews também teve uma atuação sólida no primeiro jogo.

Foram duas vitórias na estreia do treinador principal Doug Pederson e agora dividem a liderança da divisão com o New York Giants (Divulgação: Philadelphia Eagles)

Na última segunda-feira (19), no Monday Night Football, o Eagles viajou até Illinois para enfrentar o Chicago Bears, no hostil Soldier Field. Particularmente, estava esperando para ver como Wentz iria se sair fora de casa e, contra uma equipe com o front seven consistente, como o do Bears. E ele lidou bem com a pressão da torcida e da defesa. Foi preciso e inteligente.

Duas virtudes que me chamaram a atenção nestes dois jogos de Wentz foram a análise pre-snap, antes da jogada acontecer e a leitura da defesa adversária.

Os torcedores de Philadelphia podem ficar otimistas para esta temporada e para o futuro. Wentz chegou e não sentiu a pressão de jogar por uma franquia com a torcida apaixonada. Pelo menos nestes dois jogos, a percepção foi que Carson Wentz já estava pronto para jogar na NFL. O esquema de jogo que o quarterback jogava em North Dakota State mostrou ser um dos motivos principais para a escolha na primeira rodada e isto está dando resultados.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.