O QUE REALMENTE TORNA UMA MULHER BONITA?

Pense bem, quantas vezes durante a sua infância, ou mesmo depois, a sua mãe (ou pai/tia/avó) lhe falou que você era a coisa mais linda do mundo. Agora, tente lembrar de quando você descobriu que não era bem assim. Sim, somos todas lindas, da nossa maneira. Mas segundo a sociedade, a escola, o seu ambiente de trabalho, você, assim como eu, nunca foi considerada a pessoa mais bonita do seu ciclo. E quantas vezes você foi forçada por uma indústria (desleal) a ser a menina mais bonita da escola? A ser a Gisele Bündchen no comercial de shampoo?

Afinal, o que realmente torna uma mulher bonita?

Ao longo dos últimos anos, aprendi que poderia ser linda sim e comecei a ligar cada vez menos para os padrões de beleza opressores da nossa sociedade. Mas confesso que, ainda assim, me sinto constrangida em inúmeros momentos por não ser uma mulher bonita. Porque, infelizmente, é a beleza que valoriza a mulher na mídia.

Acesse a internet e entre num portal popular de notícias. Quantas subcelebridades você vai ver em apenas 1 scroll de página? Agora, quantas grandes médicas, cientistas, historiadoras e juízas você vai ver?

Infelizmente, o mundo que nos cerca valoriza mais uma pele bronzeada, um bumbum malhado, um abdômen sequinho, do que toda a cultura e conhecimento que adquirimos durante a nossa vida.

Agora, olhe pra trás, lembre dos principais momentos da sua vida. Suas primeiras letras, as vezes que você tirou notas boas na escola, o dia que você passou na faculdade e quando conseguiu se formar, quando conseguiu o seu primeiro emprego, e as vezes que te falaram que você sabia escrever/cantar/pintar/tocar um instrumento maravilhosamente bem. Certamente, esses momentos foram muito mais importantes pra você do que quando te reconheceram pela sua beleza. Porque mesmo que hoje você seja “bonita“, amanhã isso já pode ter passado. A beleza (tal como nos dizem que deve ser) acaba, o conhecimento permanece por toda a vida.

Pense nos caras com quem você já se relacionou/namorou. Muito provavelmente eles foram bem mais importantes pra você porque tinham um papo incrível, porque eram inteligentes, educados, tinham gostos parecidos e porque te achavam a mulher mais maravilhosa do mundo, mesmo que não fosse a mais bonita. E quando eles acordaram do seu lado, e o seu cabelo estava todo bagunçado, a sua cara amassada e a olheira até o pé, mesmo assim eles preferiram ficar do seu lado por mais algumas horas.

As vezes em que reconheceram a sua competência no trabalho certamente fizeram seu dia mais feliz. Assim como os livros que você leu, os filmes que você viu e que encheram a sua vida com uma bagagem cultural inigualável.Você pode ser (e é) uma mulher absolutamente interessante, se da sua boca também saírem palavras interessantes. Do que adianta ter um cabelo lindo, pele de veludo e unhas bem tratadas se você só sabe falar sobre futilidades?

A inteligência, ao contrário dos padrões de beleza, nos torna confiantes, e a confiança é o que torna uma mulher bonita, mais atraente.

Publicado originalmente em 2014 no Modices.com

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Mariana Zappa’s story.