Como pode ver, é como eu sempre digo: o problema não está nas coisas, mas sim nas pessoas.
Eu compreendo seus argumentos Marcelo Smeets, porém usar argumentos genéricos que poderiam ser…
Alex Bruno Cáceres
12

As coisas são feitas pelas pessoas. As “coisas” podem ser maléficas porque foram feitas com intenções que não são das mais nobres. Um dos meus filhos, hoje, após voltar do parque para uma “caçada”, veio dizer que há pessoas obesas, por exemplo, saindo de casa por causa do jogo. Tudo bem, não nego os pontos positivos, mas esse discurso de maior interatividade, sociabilidade, melhoria de condições físicas, pra mim é muito mais propaganda de quem quer atrelar as pessoas ao game. O que importa, no final, é sempre o “business”.