levemente leve

Levemente feliz, levemente prático, levemente leve. E de repente sua vida parece uma propaganda utópica e seus problemas parecem cólicas que passam com Atroveram ou dores de cabeça que com Doril somem. Como se tudo passasse a ser um dejá vú dos melhores momentos passados, quando brincar de esconder era suficiente para que você se sentisse bem. Aí a chuva cai fininha só para que você possa lavar a alma e dançar sem ninguém olhando. A Lua vista da sacada fica simplesmente maravilhosa, cheia como um coração apaixonado, e percebe-se então que não há vento, só um brisa leve que refresca . O brilho da Lua é intenso, competindo injustamente com a chama fraca da vela que perfuma e permite a precisão do tato. O cheiro é de vela, o cheiro é de vinho, o cheiro é de desejo. O barulho da cidade se desliga e os carros param para ouvir a sinfonia de respirações. Pode-se ouvir pensamentos,mas ninguém no momento pensa em nada, só no ali. Ewan McGregor canta ‘how wonderful life is, now you’re in the world’ seguido da calmaria de Marisa Monte que diz ‘e eu pensando em passar pela vida com você’. O passado só não é deixado de lado porque permitiu que o presente existisse; e o presente é formidável o bastante para que se esqueça o futuro. Palavras deixam de ser apenas palavras e viram música, pessoas deixam de ser outras e passam a ser únicas, deixamos de ser dois e viramos um. Então… eu te beijaria.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Matheus Monteiro’s story.