O BOÊMIO

Sigo de canto em canto, de bar em bar com mágoas e dores no pensamento á focar, não tiro os olhos e seu sorriso dos meus pensamentos, em minhas orações você está. A cada gole uma lágrima e pensamentos bons se vão, á madrugada é para aqueles que desejam se afundar em goles e luxúria. Para aqueles que imploram por um perdão ou um novo motivo para viver, a fumaça do cigarro entra nas entranhas e lhe faz lembrar que és apenas mais um. Mais um abandonado, largado em pecado. Pedindo para ser amado só mais uma vez, para sentir o calor humano de uma mulher, mas não qualquer mulher, deve ser aquela cujo sorriso não sai da mente, cujos olhos brilham mais que uma lua cheia, mais quente que uma noite de verão. Mas nada disso é possível, pois agora teu coração pertence a outro, e essa é a última carta que lhe escrevo, pois á minha esquerda obtém o último gole e a minha direita a ultima bala. Peço perdão pelos beijos que não lhe dei, nem os te amos que lhe falei. Não derrame lágrimas por mim, derrame alegrias por você.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.