5 respostas para a pergunta “Por que você não foi ao protesto?”


Não vi seriedade. A maioria só quer farra.

Parecia festa! Parecia comemoração de qualquer coisa. Parecia que era só auê. Parecia a torcida do Corinthians saindo do estádio depois de ganhar um jogo com ajuda da arbitragem.

Não confio no partido que convocou o protesto.

O PSDB é tão corrupto quanto o PT.

Não acredito em um protesto contra a corrupção que poupa políticos (corruptos ou não) só porque eles são de um partido ou de outro.

Poupar Cunha? Poupar Calheiros? Poupar Joãozinho? Ah! Por favor! Me poupe!

As pessoas querem que os outros melhorem, mas não querem ser melhores.

Sabe quando você vê alguém com um adesivo anti-corrupção no carro parando em local proibido?

Sabe quando alguém diz que o governante eleito prometeu um cargo comissionado pra ela e não cumpriu? Ou, pior ainda… Quando ele promete e cumpre?

Sabe quando alguém fura fila e começa uma conversa reclamando dos políticos corruptos, dizendo que eles são o grande mal do país?

Agora imagine toda essa gente junta pedindo mudança sem querer mudar. Triste, né!? Pois é…

Porque não!

Esta é incontestável! Para um país cheio de pessoas que dizem que fazem coisas erradas “porque sim”, minha resposta mais sincera para não ter ido ao protesto é “porque não”.


E você que também não foi? Qual seu motivo?

E quem foi? Responde aí! Por que você foi ao protesto?


Duas imagens só para ilustrar…

Protesto em Brasília em 15 de agosto de 2015.
Torcida do Corinthians comemorando uma vitória qualquer, certamente depois de ter ajuda da arbitragem.