Expiação

Vivemos num planeta de provas e expiações. E o que são as expiações? Quando executamos um ato que prejudica alguém ou a nós mesmos, precisamos reparar o dano. Algumas vezes o dano fica registrado em nosso perispirito. Como o perispirito é responsável pela definição de corpo físico, na encarnação seguinte, essas marcas são as responsáveis por limitações em nosso corpo. Para cicatrizar e reparar o perispirito, não há uma "justiça divina", apenas a deformidade consequente que precisamos enfrentar. Esse é um dos tipos de expiação.

Mas há também a expiação voluntária. Aquela que, quando desencarnados pedimos para que se apresente em nossa vida futura. Arrependidos do que fizemos, pedimos que a reparação ocorra na vida seguinte através de uma expiação voluntária.

Em ambos os casos, devemos ter consciência de que a devemos enfrentar as expiações sempre resignados. Se vivermos revoltosos com as dificuldades impostas, não estaremos aprendendo a lição e, consequentemente, em outras vidas precisaremos novamente encarar a mesma expiação ou ainda mais intensa.

Como já falamos antes aqui nesse espaço, aceitar a dor e nos resignarmos às dificuldades são a melhor forma de aprendizado.

BOA TARDE