Member preview

Drogas & Empreendedorismo de Palco : Como Alienar Uma Geração E Ganhar Dinheiro Vendendo Coisas Que Ninguém Fez Para Chegar Lá.

Muitos de nós não sabemos como chegamos até eles: as vezes é o post patrocinado do facebook com termos em inglês e promessas de técnicas mágicas, outras foi o amigo do amigo que mostrou aquele vídeo legal daquela menina com a história bonita mas que até hoje ninguém consegue dizer qual é a obra real já construída pela mesma.

Desde que conseguimos desmistificar que o pensamento antigo dos nossos pais e avós de que para ser bem-sucedido, sobreviver, não passar fome ou ser alguém tínhamos que estudar, passar numa faculdade, quem sabe fazer uma pós e tentar um emprego de funcionário público, começamos a acreditar que a solução mágica para o sucesso, a fama e principalmente o dinheiro é o empreendedorismo.

Empreendedorismo esse que virou a nova droga do homem moderno. Afinal, qual é a coisa mais vendida como remédio para os problemas, ou o segredo do sucesso e que muitos experimentam da fruta mas que poucos conseguem dominar? Espero que consiga entender aonde eu estou querendo chegar… se não for o caso, tente se esforçar.

Assim como o LSD tem o seu NBOMe, o empreendedorismo real tem o empreendedorismo de palco.

Aproveitando todo o glamour envolta do sonho empreendedor, o marketing digital, somando com uma história fora da curva e alguma obra realizada, algumas pessoas descobriram a fórmula do dinheiro infinito… vender auto-ajuda empreendedora.

Palavras em inglês, vários conceitos interessantes ( mindset, empoderamento, millennials, hiperprodutividade, inteligência emocional, networking, …), power points bonitos, história carismática e sorriso no rosto. Esse é o perfil perfeito para servir de referência para milhares de pessoas que querem empreender, escutando coisas que querem ouvir sem nunca sair do lugar.

Será que ninguém parou para pensar que sê alguma coisa do tipo funcionasse, a quantidade de pessoas que esses caras chamam a atenção estaria tendo uma taxa de decaimento considerável ?

Se esses caras estão ai para motivar as pessoas a empreender, eles deveriam ficar orgulhosos no momento em que eles não tiverem mais que vender cursos e métodos cíclicos para fazer acontecer. Mas o que acontece é que isso é uma droga, enquanto eles manterem pessoas como cachorros querendo entrar em estados de consciência alterados, eles vão ficar ricos revendendo sempre as mesmas coisas com o mínimo esforço.

The Trip Loop

Quando tentamos nos livrar de um vício, principalmente de uma droga, um dos passos mais óbvios é tentar tirar ela da sua frente (jogamos os cigarros no lixo, paramos de ir para o bar e tentamos não comprar mais pó de café).

Porém, com advento de técnicas de marketing digital, os empreendedores de palco descobriram como criar awareness encantando pessoas e mantendo todas viciadas em seu conteúdo mágico que vai fazer elas misteriosamente começarem e terem sucesso ao empreender.

Uma das portas de entrada é atrair as pessoas com X dicas para Y algo, mostrando um estilo de vida maravilhoso onde tudo da certo, mas que nenhum deles executava quando estava caminhando para o “sucesso”.

Seguindo as dicas do ‘mestre’ Erico Rocha , os drug dealers da sociedade moderna comumente aparecem apresentando que vão lançar um conteúdo mágico e transformador e você só tem que dar o seu e-mail que eles vão te lembrar quando for lançado! Rola um webnário ou dois, 1 vídeo por semana durante 4 semanas e no fim do mês, quando você acha que finalmente vai ter uma conclusão definitiva de como ser como eles (mais produtivo, mais criativo, mais foda, mais empreendedor)… voalá! Você nota que 99% do conteúdo deles é free mas o 1% que vai fazer você voar longe custa 3500 reais…

Eles te cercam por todos os lados, não tem por onde correr.
Se não está claro, depois da belíssima High Stakes Week, ele vai abrir inscrições para algum produto digital caro que além de ser fora da realidade da pessoa comum, não vai agregar em nada.

E se não ficou claro, isso é um ciclo. Afinal, se eles “curassem” as pessoas e realmente colocassem elas para “action”, elas estariam fazendo, realizando os seus sonhos, e não estariam sedentas por conteúdo que nunca faz ninguém ir para lugar nenhum, afinal, por mais bonito que seja, se eles funcionassem as pessoas não estariam em fanpages do facebook perguntando onde está o vídeo 2, ou o vídeo seguinte e quando abrem as inscrições para próxima turma do ABC do Empreendedorismo Revelado.

Você até agora não aceitou o que eu disse? Ainda tem mais.

O Que O Tráfico de Drogas Pode Aprender Com Essa Galera

O grande clique, que essa galera tevê e que diferencia eles e dá total prosperidade para os mesmos é que eles entenderam que competir seria extremamente desgastante, quando eles podem todos juntos dominar o mercado ao mesmo tempo que impedem novos players de entrarem.

O grande passo é cada um ter um nicho, um keyword específico que vai atrair atenção para os mesmos (hiperprodutividade, criatividade, vale, valor, lançamento) e assim fica mais fácil interconectar vendas e ideias. Feito isso, o toque final é se juntar num grupo de “Masterminds”.

Apresentaria a vocês a galera que mais vende drogas no brasil — conteúdo viciante, cíclico, sem valor e na maioria das vezes sem nota fiscal, porém depois do estresse que essa foto causou removo ela, afinal quem sabe sabe.

A estratégia é simples, eles se cercam em grupos onde basicamente um ajuda a vender o produto do outro. Você tem seu produto e quer entrar? Tem que pagar (e caro, bastante caro). Imagina se cada região do tráfico se especializasse em uma droga e depois se dividisse para cada um vender a droga do outro? Sem competição, sem disputas bobas por território, apenas cada um ajudando o mercado a ficar mais viciado e cada vez mais todos gerando mais lucro entre si. Isso é o que é um mastermind group no Brasil.

Esse é apenas um exemplo das inúmeras estratégias dotadas de PNL Barata para vender as drogas do time, pode ter certeza que do outro lado os outros estão fazendo a mesma coisa.

E o mais importante é que isso não pode acabar, afinal eles só vivem basicamente disso, e se o conteúdo deles fosse realmente transformador, eles não precisariam cada vez mais e mais investir em MARKETING , pois o MELHOR MARKETING POSSÍVEL seria os próprios usuários dos produtos destruindo os mercados por ai e impactando bilhões de pessoas com as técnicas mágicas inventadas por esses senhores.

E quando você já está dentro, quando você já está prestes a se convencer que aquilo tudo é uma roubada, vem o golpe final… é como se você estivesse prestes a completar dois meses sem álcool e misteriosamente você ganha uma promoção para um open-bar.

Olha , o meu curso é tão bom e te ajudou bastante que você nem deveria precisar mais dele… Mas na real eu vou fazer uma versão 2.0 com vídeos diferentes falando as mesmas coisas vazias, vendendo coisas que eu não fiz para estar aqui agora e você vai poder participar ($$), e relaxa, se você não foi pra action com o primeiro, esse segundo com certeza vai te trazer o sucesso ;)

E o ciclo se repete e o modelo é claro, porém, somando os impulsos da sociedade, a vontade de riqueza e sucesso, o nicho, a oportunidade, o que vemos é que as pessoas mergulham nisso e no fim nada acontece, é tudo uma eterna punhetação e que ninguém goza.

Eles Não Fizeram Para Chegar Lá

Você pode me questionar que esses caras normalmente tem histórias interessantes, são foras da curva, tem alguma obra, são ricos , etc. Mas a grande verdade é que nada que eles ensinam eles pensavam enquanto estavam caminhando para onde estão.

Você não precisa tomar espirulina com café e manteiga de manhã, nem , meditar e ficar gritando na frente do espelho para melhorar sua criatividade e então ter mais sucesso no seu trabalho/empreendimento. Eles com certeza não faziam essas coisas quando estavam construindo suas obras (ou pseudo-obras).

A fórmula é extremamente simples : dedicação, sonho e ação. Mas acho que nosso cérebro ou a sociedade nos fez acreditar que é muito mais rápido acreditar em hacks, atalhos, dicas, macetes, truques e afins. E esses senhores só viram uma oportunidade e aproveitaram e abusaram disso, descobriram um método e agora estão ricos criando uma legião de seguidores vazios e cegamente viciados em conteúdos mágicos que não levam para lugar nenhum, além da mão para a carteira e do mouse para o play.

Não Seja Engulido, Procure As Referências Certas Para Você

Se você sente que tem essa pegada empreendedora, busca sonhos, pensa em se utilizar da internet para algum serviço, TOME CUIDADO. Essa é uma indústria de falsas promessas e de prosperidade barata (barata para quem?) , que tentará te capturar.

Eu já te mostrei evidências de como ela age, e cabe a você e apenas a você discernir o que é útil do que é inútil. O que é o bem e o que é o mal.

A grande verdade é que o ser-humano procura se espelhar em referências. Alguns tem como referência o Steve Jobs, o Bill Gates e até mesmo o Silvio Santos. Outros tem como referência pessoas que vendem coisas que nem as próprias tem coragem de consumir.

Sem choro. Você quer saber quais são os 20 passos para a prosperidade? Eu vou te dizer o primeiro: trabalhe duro. Entre uma xícara de café e outra, você irá aprendendo os outros 19.

Quer se espelhar em alguém? Quer ter um guia? Escolha a referência certa e seja fiel a ela, trabalhe duro e foque no que interessa.

PS: Queria agradecer ao @carvalho.icaro pelo “Por que a indústria do empreendedorismo de palco irá destruir você”. Você me avisou e mesmo assim eu cai nessa armadilha, e espero fielmente que mais pessoas possam acordar quanto a esse tema. Agradeço também pelas partes do seu texto que usei no meu, obrigado ;)