Como vamos combater a violência contra a mulher em Natal

Uma mulher foi morta a cada dia no RN nos últimos 11 dias.

Só neste final de semana, 5 mulheres foram assinadas no estado. Na maioria dos casos, elas foram vítimas do feminicídio.

As mulheres são diuturnamente afetadas pelo preconceito e a violência, frutos de uma sociedade machista e patriarcal.

A situação é grave, não é um fato novo e demanda respostas específicas dos vários níveis de governo para enfrentar essa questão.

O Mapa da Violência 2015 mostra a triste realidade do homicídio de mulheres no Brasil.

De acordo com o estudo, Natal registrou um crescimento de 228% na taxa de homicídio de mulheres de 2003 a 2013, o maior das capitais.

O nosso estado teve o quarto maior crescimento, com um aumento de 146,1%.

Como vamos combater a violência contra a mulher

Foto por Maria Objetiva/Flickr

O combate à violência de gênero é um dos pontos do nosso Programa de Governo.

Em nossa administração, as políticas para as mulheres serão aprofundadas e ampliadas, visando a promoção da igualdade entre os gêneros.

No Eixo 3, que trata das políticas sociais, inclusão e garantia de direitos, trazemos propostas para esta questão.

Vamos implementar o programa municipal de enfrentamento e prevenção à violência doméstica, com multiplicação, ampliação e reequipamento dos Centros de referência, Casas de Passagem e Casas abrigo.

Ofertaremos serviços articulados ao Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, estabelecendo uma rede de trabalho e ações articuladas com os diferentes poderes e entes federados.

A rede vai envolver ainda os movimentos de mulheres e os diferentes grupos e segmentos sociais comprometidos com a luta pelo fim da violência contra as mulheres.

Utilizaremos a violência de gênero como indicador para atribuir ponderação diferenciada nos critérios de seleção aos programas sociais da Prefeitura.

Queremos priorizar o acesso de suas vítimas às políticas municipais.

Da mesma forma, garantiremos acesso especial às mulheres com transtornos mentais e/ou com necessidades especiais.

Promoveremos a intersetorialidade na promoção da assistência integral às mulheres, através da estruturação de uma rede de apoio que integre as áreas de educação, saúde, geração de emprego e renda, assistência social, habitação, justiça e cidadania.

Participe da nossa campanha para fazer a Natal que a gente quer

Deixe seu comentário, envie sua sugestão e segue a gente no Facebook,Twitter e Instagram.

Você também pode nos adicionar no WhatsApp: 84 99686 4328

Like what you read? Give Equipe Fernando Mineiro a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.