Fugi para mim.

Olhar para o seu rosto
não é mais a mesma coisa

afinal, palavras ocas 
quebram muito fácil

o final do verão quebrou nas minhas mãos

então fugi sozinho, não sou de ferro
você chutou cachorro morto…

quem é você?

desembaraço os nós da sua teia que me prende

emaranhado em lembranças

vou pra longe de vocês

pra perto de mim

bem longe de nós

quem foram vocês?

Inconsequência.

G. Desespero

Like what you read? Give Desespero a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.