E eu sempre fui ninguém

Mas uma vez sinto a solidão

Sinto-se ninguém ou nada

E eu ando tão confuso sobre as coisas da vida, os relacionamentos, meus sentimentos e pensamentos

Ser este ser inválido na sombra de pessoas válidas

As incertezas são as únicas certezas que tenho

E às vezes até elas se tornam incertezas

Agora é um sábado 23:20 e eu sinto falto da conexão entre minhas relações

É um sábado à noite eu estou triste e assistir animações japoneses o dia inteiro

Mas só Deus sabe o quão forte tem sido essas quedas e o quanto eu to tentado me levantar

“Um tiro só não vai me derrubar” mas parece que foi um fuzilamento dessa vez

E desde o dia 1 eu não tentei entrar em contato com aquele amigo, e não parece tão importante assim mas ainda dói

Às vezes penso se já fui alguém para pessoas, ou se continuo tendo que carregar o pesado fardo de nunca ter sido alguém.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.