Sem título.

Em tempo de crise, a expressão “tá difícil” virou lugar comum. Realmente, está tudo tão difícil, tão complicado, que a sensação que dá é que nos acostumamos. Parece que se as coisas melhorarem ou passar a existir um mínimo de bom senso em tudo o que está acontecendo, nós não teremos a menor ideia de como reagir, e, criaremos uma nova crise, dessa vez de consciência.

Eu sinceramente não sei mais até onde vai o ser humano. Porque vou te contar, parece que nesse embate de quem está mais certo do que quem nós nos esquecemos de que aquilo que pregamos é exatamente O QUE NÃO PRATICAMOS.

É um tal de dar opinião sobre tudo, com a certeza de que somos absolutos, quando eu acho que nem relativos somos… Eu achava que as eleições de 2014 tinha mostrado o que há de pior na nossa sociedade. Confesso, sou muito inocente.

Eu queria saber o que compele alguém a dar uma opinião ou a expor “fatos” de maneira associada a xingamentos, discriminação, achincalhamento e etc com relação aos que supostamente não compartilham do seu ponto de vista?

Queria que alguém me explicasse, com exemplos, a razão pela qual se eu não gosto do atual governo, eu gosto é da oposição e vice versa (não lembro se a palavra tem hífen… pouco importa)?

Eu queria muito, muito mesmo que alguém me mostrasse a lógica nesse comportamento agressivo, arbitrário e cego de algumas pessoas, que sob o argumento de defenderem uma ideologia, um partido político ou mesmo uma convicção de vida, acham normal agredir àqueles que pensam diferente?

Ah, alguns vão dizer que estão apenas se defendendo, outros que estão exercendo seu papel na sociedade que é mostrar a A ou B que temos que lutar contra isso ou contra aquilo, etc, etc, etc, bla, bla, bla…

Cansei de vocês viu?! Civilidade está passando longe disso aqui. E o amor ao próximo, e a empatia? Isso nem se aplica né? Bom mesmo é acusarmos os outros de irracionais usando do absolutismo das nossas opiniões.

Sinceramente, seria SENSACIONAL se não fosse tão ESTÚPIDO.

Tudo que eu sei é que na hora do vamos ver, ambos os lados, vão cometer os mesmos erros, DE NOVO, e o ciclo vicioso que é a nossa sociedade esquecida continuará.

Ainda temos muiiiiitoooo pela frente, ainda precisamos melhorar muito como ser humano antes de começarmos a apontar todos os dedos na direção do outro.

Que sejamos vozes que acima de tudo pratica o RESPEITO, a TOLERÂNCIA, a SENSIBILIDADE, a RAZOABILIDADE e o AMOR AO PRÓXIMO.

Luz e paz nos corações de todos!

Like what you read? Give Nanda Medeiros a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.