Prontos para 2016?

Há um pouco de luz e caos dentro de cada um nós. E há tantos sentimentos que nos perdemos algumas vezes, indo atrás do que está bem ao lado, como se estivéssemos procurando os óculos que estão na face.

Depois de um ano conturbado, com essa soma de dias em semanas e meses que nos consome e apressa, é tempo de parar e refletir. Deveríamos fazer isso muito mais vezes.

E só nós sabemos o cansaço que nos cerca; um misto de dever cumprido com pretéritos imperfeitos do que deveríamos ter feito, ou não. Mas, a realidade é sempre muito direta e simples. Nós que temos a mania de complicar. E complicamos para amar, para perdoar, para aceitar, para trabalhar, para viver o dia a dia. Falta paciência, falta essência.

Postergamos fazer aquilo que nos faz feliz, mas arranjamos tempo para discutir vez ou outra.

Tem gente que faz isso sempre. Que peso!

Minha mensagem é para os que tentaram com todas as forças e que se empenharam para transformar o mundo à sua volta. Pequenos gestos, grandes mudanças. Já parou para pensar como sua presença influencia os outros? Gostaria que fizéssemos um esforço conjunto para compartilhar coisas boas, pois me parece que o negativo tem sempre mais audiência. Então, escolha! E espero que suas escolhas te levem ao caminho mais iluminado.

Na prática:

Vá ao médico, não espere. Diga que ama, se permita. Perdoe, não sufoque. Trabalhe, mas não mate seus sonhos. Sonhe, mas vá à luta. Chore, não se afogue. Sorria, se ilumine. Abrace mais, leia mais, se estresse menos. Não jogue lixo na rua. Não passe por cima de você ou dos outros. Doe o que não usa mais. Ouça de verdade enquanto conversa. Valorize seus amigos. Se valorize também! Boa sorte!

Abraço,

Nanda Soares

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.