Fazendo um Detox Estratégico na Conferência do Grupo de Planejamento

Nathalia Andrijic
Mar 29, 2019 · 5 min read
Image for post
Image for post

Dia 27/03 aconteceu a nossa esperada Conferência do Grupo de Planejamento 2019, daqueles eventos queridos em que você encontra uma monte de gente conhecida da área, faz novos contatos e refresca a mente com ideias novas.

Mas não se engane, a gente não se encontra pra falar de keynotes, insights e ações de marca. Tá, só um pouquinho. Mas a Conferência costuma ser um momento pra falar de tudo aquilo que não é diretamente Estratégia, mas que deveria nos tornar melhores estrategistas.

O tema? Detox.

Preciso pra esse momento em que vivemos, com tantas coisas nos sufocando e fazendo mal. Excesso de ódio, resíduos, pressão. Falta de atenção, tempo, paciência, cuidado, sensibilidade. Clima de cansaço disso tudo e hora de agir.

Assim como o corpo humano, não dá pra aguentar tantos excessos e faltas por tanto tempo no nosso mercado.

A gente precisa fazer um belo detox de velhos pensamentos e ações pra seguir em relações mais saudáveis com nossos clientes, nossas marcas, projetos e as pessoas ao nosso lado. Mas não falo daquele detox de um final de semana depois da culpa de uma semana mais trash, que limpa o organismo mas é algo pontual e passageiro.

Falo do detox que começa aos poucos, vai virando parte do nosso comportamento e se torna um hábito.

Hábito como começar a correr, meditar ou escrever, que de tão prazeroso, a gente não consegue mais largar e não é mais pura obrigação na nossa rotina. Vira algo que a gente quer sair contagiando todo mundo.

Compartilho, então, alguns detox que a Conferência me inspirou com ideias de como começar hoje mesmo, mudando uma atitude aqui e ali, seja como Estrategista e até levando pra fora do contexto de trabalho.

DETOX ECONOMIA

O problema: Uso de recursos não renováveis, obsolescência programada, cadeia de produção compartimentada, olhar limitado sobre impactos. Essas são as maiores questões em relação a economia tradicional, numa lógica que gera maiores custos e danos para o meio ambiente.

O conceito: Na Economia Circular, os produtos não perdem valor e nem são simplesmente descartados, eles entram de novo no processo, seja por reciclagem ou reutilização numa outra forma. No case Pay-per-lux,
a Philips procurou vender luz como um serviço em que clientes pagavam apenas pela quantidade de luz que usavam. Se fez necessária uma mudança em todo o processo de produção das lâmpadas e a empresa passou a oferecer até serviço de manutenção, mas o impacto em economia foi enorme, sem contar a diminuição do descarte de lâmpadas.

O que podemos fazer nesse detox: Podemos repensar nossos próprios hábitos de consumo e descarte a fim de reduzir o impacto, além de levar essas discussões para as marcas com as quais trabalhamos, ajudando a pensar em como o processo de design e produção pode ser melhor, em quais parcerias público e privadas podem ser feitas e como isso gera valor para a marca e para as pessoas.

Quem inspirou: Beatriz Luz — Expert member na plataforma Circular Economy das Américas no painel Detox Economia.

DETOX ESTEREÓTIPOS

O problema: Estereótipos ainda são muito usados no nosso mercado, pegando o caminho fácil pra representar algo sem levar em conta alguma possível ofensa que isso possa causar.

O conceito: O assunto não é novo, mas continua sendo necessário, e achei legal que foi discutido na Conferência com as temáticas de público 60+ e humor. Para o público 60+, há um oceano prateado de oportunidades que não enxergamos por colocarmos todos num balaio só. Bengalas, fraqueza e dependência rondam as representações desse público, limitando a visão. No Humor, foi discutida uma perspectiva de inclusão, evitando piadas depreciativas e gerando maior identificação com o público, dando mais espaço a roteiristas e humoristas que tragam visões mais reais e menos estereotipadas.

Image for post
Image for post

O que podemos fazer nesse detox: Pensar 2x antes de estereotipar, tão simples e ao mesmo tempo tão complexo quanto isso. Repensar imagens, piadas, narrativas que estamos construindo e que nós ou nossas marcas estão carregando e estimulando.

Quem inspirou: Layla Vallias — no Talk Economia Prateada; Michele Machado, Marcelo Botta, Leandro Ramos, Roberta Ramos e João Gabriel Fernandes no Painel Detox Seriedade

DETOX DIGITAL

O problema: A quantidade de informações que consumimos, e a forma como nossa mente precisa absorver muito mais do que é capaz, causa ansiedade e compromete nossa atenção.

O conceito: A construção mental das atividades que fazemos influencia muito as nossas emoções, por isso é importante termos consciência do que consumimos como conteúdo e o que passa pelas nossas mentes, percebendo o que nos causa alegria ou não.

O que podemos fazer nesse detox: Identificar os pensamentos e questionar nossas emoções é importante pra manter a sanidade. No maravilhoso mundo digital, o que pode ajudar muito é fazer aquela faxina nas redes, apagando o que não te faz bem. Gostei da referência à queridíssima Marie Kondo, em que a gente pode passar pelas pessoas e páginas dando unfollow no que não nos traz alegria. Para as marcas, a dica é pensar ao que estamos dando atenção e quais mensagens estamos construindo, se contribuindo ou não para a loucura digital e nas emoções que estamos causando. Estimular o bem é sempre recomendável ;)

Quem inspirou: Marcos Justiniano — no Talk Faxina Mental e Beatriz Guarezi — no Talk Detox Digital

DETOX GESTÃO

O problema: Falta de estrutura, ferramentas e processos para desenvolvimento de pessoas e pouco foco em formação são fatores que vemos diariamente no mercado de comunicação, afetando o crescimento profissional e pessoal de quem não recebe orientação.

Image for post
Image for post

O conceito: Questionamentos aos modelos de gestão começam a ser mais frequentes, entendendo que ser um(a) líder que inspira, não significa ser alguém que forma.

O que podemos fazer nesse detox: Dar e receber mais feedback é um ótimo primeiro passo, seja nas tarefas do dia a dia ou em sessões mais estruturadas. Se o lugar em que trabalhamos não proporciona um processo formal, cabe aos times até inventarem algum esquema que funcione pra deixar claro no que as pessoas precisam melhorar e como fazer isso. Se você está em posição de gestão ou liderança, por favor, puxe essa conversa. Se você está numa posição mais iniciante, peça, cobre, vá atrás, quem cresce é você. Peço licença pra deixar uma referência de um projeto pessoal no qual eu e o Felipe Gavronski lutamos por isso todos os dias: O SelfStrategy ❤ Feliz de ver esse tema em pauta no evento.

Quem inspirou: Caio del Manto, Rafael Prieto, Ana Paula Kuroki e Rodrigo Balma no painel Detox Chefia

Por enquanto, isso é tudo pessoal. Fica a provocação pra pensarmos o que nas nossas vidas e no nosso mercado tá precisando de um detox e começarmos a limpeza já, um pouco por dia.

Image for post
Image for post

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch

Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore

Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store