Do outro lado do espelho

Photo by Noah Buscher on Unsplash

Ando desencantada de mim. Não me vejo nas palavras que esqueço. Ou nos verbos que gesticulo. Nem na forma que mexo nos cabelos. Ando pensando em como quebrei. Se parti ou morri. Invento palavras para as partes de mim que parecem frouxas. Me perco no desajuste dos pedidos que faço ao universo. No desencaixe das horas. No tapete de farpas atiradas. Não sei quanto vai custar o que eu não sinto. Nem quando vou dar pé na minha vida de novo.

Ando flutuando nos significados de tudo que me foge.

E me corto nas arestas mal aparadas de mim.


aqui no medium você mostra o quanto gostou do texto através de palmas, que vão de 1 a 50. demonstre seu amor ❤


esse texto faz parte do projeto Desvios de Afeto: uma coleção de textos sobre os fins do amor. aqui você acompanha pelo instagram (segue lá? ❤)