Brigada Subjugante: Perfil Tarin

Nome: Tarin
Raça: Humano
Classe: Arqueiro 6
Função: Striker (Distância)

Um jovem alegre e de bem com a vida, sempre disposto a buscar o próximo copo da mais saborosa bebida e a mais bela mulher do local, Tarin se transforma na alma do ambiente, seja qual lá qual o ponto do Reinado em que estiver.

Tarin nasceu no reino de Petrynia, o lugar dos aventureiros e histórias fantásticas, mais precisamente em Altrin (Capital), uma grande metrópole onde o que tem de gente em suas ruas tem de criminalidade nos becos e vielas.

Oriundo de uma família normal, seu pai era um pequeno comerciante de frutas e legumes no grande mercado da cidade, já sua mãe era mais caseira, cuidava da família e fazia pequenos serviços domésticos na região para pessoas que precisavam de auxílios especiais (velhos ou aleijados). A normalidade acabava por ai, por que atrás da casa num pequeno espaço, estava sempre um menino jogando pedras para cima e as perfurando com flechas certeiras, seu nome era Tarin, e apesar de se dedicar a arquearia desde de pequeno, tinha também grande força bruta, adquirida através de incontáveis horas retesando seu antigo arco que sabe se lá o porque estava esquecido na família a décadas…

Tarin se tornou em aventureiro bem cedo, não queria ser como seus pais que trabalhavam muito e além de terem uma vida pobre, eram apenas uma estatística na sociedade, ninguém notava a existência deles, eram apenas peões. Ele não, ele tinha ambição, ele queria mais. Muito mais.

O melhor caminho para isto se desenhava através de uma vida de aventuras, por isso o jovem cheio de esperança começou sua vida de perigos, e através dos anos exterminou dezenas de goblins com outros aventureiros, afinal, esse era um trabalho acessível e que dava algum lucro para os menos poderosos, mas notou que seus companheiros gostavam de ficar na mesmice (algo que ele abominava), por isso trocava muito de grupo, sempre se aperfeiçoando e procurando desafios, afinal, não queria ser um numero, e sim um habitante de Arton relevante. Queria fazer a diferença.

No último grupo que entrou, percebeu um algo que não obtivera em nenhum outro. Eles não eram folgados como os anteriores, possuíam objetivos, e quando enfrentavam um perigo, sempre estavam dispostos a desafiar outro mais poderoso ainda.

Tarin é um apreciador inveterado de duas coisas, liberdade e dinheiro, além é claro de bons amigos para conversar, lutar e beber uma cerveja depois de um dia cansativo, e encontrou tudo isto neste pouco a pouco famoso grupo.

Atualmente ele manda cartas para sua família a cada ano, para contar como estão as coisas, e nunca lhe passou pela cabeça em ajuda-los financeiramente, pois acredita que eles merecem a vida que tem, ao mesmo tempo em que está talhando a sua própria história…

As vezes um pouco folgado e mentiroso, Tarin sabe que seus companheiros possuem algo de valor, e que tem um grande potencial, então tudo o que faz é sempre para o bem dos mesmos. Finalmente encontrou um lugar onde pode ser ele mesmo, e hoje, após um bom tempo buscando, pode dizer que encontrou alguma felicidade.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.