HOJE EU QUERO VOLTAR SOZINHO

Neste post vamos comentar sobre a paleta de cores do filme “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” e, de que maneira ela dialoga com a proposta e linguagem do filme, levando em consideração principalmente a fotografia e a direção de arte. Vamos analisar se essas escolhas feitas durante a produção do filme “casam” com a colorização final do filme, que é feita em pós-produção.

Vamos falar também sobre a psicologia das cores de maneira geral, mostrando como as cores influenciam nossa maneira de entender as coisas que observamos e como são uma maneira discreta e inteligente de abordar o espectador de maneira a direciona-lo a sentir emoções predeterminadas.

Por fim, vamos concluir com uma analise que busca, de certa forma quase como uma crítica, mostrar se as escolhas feitas pelo Filme são coerentes com a psicologia das cores em relação a seu roteiro, fotografia, paleta de cores, direção de arte, etc. E como essas escolhas constroem a imagem que temos desse filme.