TRANSFORMAÇÃO

A transformação da sociedade em relação aos aspectos econômicos, sociais, políticos, ambientais e holísticos depende do auto-conhecimento, da unificação do homem consigo mesmo (pensar, agir, sentir e ser — integrados para produção de ação), da evolução do homem de máquina humana para indivíduo que sabe que “É”.

A observação de si traz a consciência e possibilita o surgimento de um olhar original externo para a sociedade e seus valores éticos, sociais, econômicos, ambientais e políticos.

A visão fragmentada e especializada estreita a amplitude de ação do indivíduo no todo e desfavorece o desenvolvimento consciente para o despertar do estudo do fundamento formador da sociedade e da unidade de tudo o que existe.

O aperfeiçoamento do desenvolvimento percorre uma longa e complexa trajetória em função de interesses defendidos sob pontos de vista particulares.

A propaganda da ideologia pragmática e manipulação da informação em todos os níveis culturais limita o indivíduo à construção de verdades absolutas e questionáveis.

A sociedade critica diversos atores em função da desordem político-social, econômica-ambiental e paralelamente lhes outorga poder devido a atitudes ou ausência de atitudes que estimulam o estado atual deprimente, mecanicista e analítico, onde o que conta é o crescimento tecnológico e industrial e a manipulação para criação de “seres de produção e consumo” obstando a conduta integra baseada na percepção, evolução e utilização dos “cinco sentidos” do “SER” que promovem a consciência moral e objetiva para construção de uma sociedade hábil à sustentação da vida.

Autora: Patricia Marguê Cana Verde Silva

GOSTOU?

Acompanhe meu blog http://pmargue.wix.com/veiacilindrica

Curta minha página no facebook