Movimento

Povo cansado de perder,
Sem permissão de viver.
Querer ter o poder
De pedir o que querer.

A insurreição em movimento.
As mentes deparam-se com o renascimento.
O dominar do discurso.
Bons oradores nos proporcionam um bom percurso.

Multidão de palavras nocivas.
Perdeste-te em volta de uma razão cancerosa,
tu que disparas sobre uma rosa
segurada por cavaleiro de lealdade persuasiva.

O dia sujo …
Ruas pintadas de viscosidade vermelha.
A noite lavada …
Céu não esquece cor velha

Na clandestinidade, o amor voltará.
Tristeza alimenta força de libertar.
Um grito silencioso faz-se ouvir,
Medo se quebra de tanto vibrar.