DEVOCIONAIS EM JANEIRO — Dia 10

LAMENTO QUE ADORA

É tempo de lamentar. É tempo de chorar aos pés do Senhor e não se pronunciar. É tempo de enxugar os pés Daquele que tem a história sob Seu comando e direção. É tempo de refletir, orar, meditar. É tempo de valorizar o que não está sendo valorizado, a saber, as relações humanas. Rotulamos, taxamos, brigamos e por que? Pelo que? Pelo eterno ou pelo etéreo? Se a resposta for pelo etéreo, habemus problema, e sério!

Habacuque lamentou, os Salmos lamentaram, Jeremias e Isaías lamentaram, uma mulher rotulada como pecadora na casa de Simão, o fariseu, chorando aos pés do Senhor, e não posso me esquecer daquela oração solitária feita na calada da noite por um jovem que suava sangue e dizia: Pai, se possível, afasta de mim esse cálice, mas que seja feita a Tua vontade e não a minha.

O lamento é adoração quando acompanhado de sinceridade e honestidade. Sem estar travestido de temor, um lamento sincero rompe todas as picuinhas religiosas, todos os pormenores ritualísticos e chefa até o coração de Deus. Lamentar não significa que você deixou de confiar, mas está mais ainda dependente da intervenção divina. E essa intervenção não tem como principal motivo o prejuízo alheio, mas o compartilhar da bênção.

Não se envergonhe de lamentar. Eclesiastes diz que há tempo para tudo, inclusive lamentar (Ec 3). Use esse tempo para reavaliar a caminhada, reavaliar prioridades e como que a vida anda. Que seja um momento solene e de muito respeito por parte de quem está próximo. É bom se alegrar com os sucessos, mas também faz bem chorar com quem está chorando (Rm 12:15). É parte fundamental do ser Igreja a disciplina do lamento.

Reclamar não resolve, porque não avalia, não soma, não inclui. Reclamar gera murmuração, que gera dureza de coração, que gera cegueira espiritual. Não é que as coisas não estão dando certo pra você, é que elas só estão numa dinâmica diferente das nossas expectativas.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.