Komah, um coreano pop.

Apesar do meu melhor amigo ser coreano, nunca fui grande fã de comida da Coréia. Minhas melhores experiências nessa cozinha, até ontem se limitavam a um restaurante tradicional em downtown em Los Angeles, ao macarrão preto de um restaurante do Bom Retiro e à comida da mãe do Nicolas.

No Komah, conheci uma versão menos picante da comida coreana. Sem grandes invenções, tudo é preparado de maneira impecável e os sabores são bem equilibrados.

Para ter uma experiência mais completa, pedi o menu degustação, que traz todos os pratos do cardápio em porções pequenas, por R$ 80,00. Um preço muito interessante, considerando que a comida é excelente e estamos em São Paulo.

Com um serviço ágil e atento, o menu veio etapas e sabores variados.

Cogumelos, brotinhos de alho, manjubinhas secas, massa de peixe prensado, kimchi, steak tartare à coreana (com tirinhas finas de carne, ovo e pera), barriga de porco com folhas que vem da horta da mãe do chef (isso é luxo), costela embebida em shoyu e gengibre (adocicada) e um arroz em caldo suíno e picante com cremoso omelete que vem por cima.

O arroz do Komah é simplesmente delicioso (um dos melhores que já comi) e combinou direitinho com todos os pratos.

Para encerrar, pedi torta de maçã com amendoas que vem de uma lojinha da Vila Madalena que fica em frente à Livraria da Vila na Fradique.

É tudo leve e gostoso mesmo. O público é moderninho e nada afetado.

Ainda não consegui me apaixonar por kimchi, mas amei de verdade todos os outros pratos.

Fiquei com vontade de voltar e recomendar.

Só acho que é legal não ir com muita gente (o espaço é pequeno) e é bom chegar cedo.

O Komah fica na R. Cônego Vicente Miguel Marino, 378, numa ruazinha lá na Barra Funda. Saindo dos Jardins, foram uns 20 minutos + uns R$ 30 de Uber.

Like what you read? Give Primeira Dama do Arroz a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.