Orçamento familiar: como evitar dívidas em tempos de crise

Todo mês é a mesma coisa — o salário acaba antes dos dias. Essa é a situação de grande parte das famílias brasileiras, que veem seu poder de compra diminuir, principalmente em tempos de crise. Mas com planejamento é possível desenvolver um orçamento familiar que cubra todas as despesas e guardar para emergências ou benefícios para a família, sem contrair dívidas. Orçamento familiar: como evitar dívidas em tempos de crise

Como agir com seu dinheiro? Veja nossas dicas para Orçamento familiar: como evitar dívidas em tempos de crise.

Conhecer seus gastos

Em tempos de crise, é importante ter controle sobre os gastos feitos por você e todos de casa que participam do orçamento familiar, contribuindo ou não. Anote os gastos feitos, dos mais simples aos mais complexos, para obter uma figura real de seus gastos.

Um corte que pode ser benéfico para a família é a venda do automóvel. Calcule a distância percorrida diariamente e como os membros da família se locomovem. Em alguns casos, o custo com transporte público e táxis é igual ou menor do que o custo de manutenção de um carro.

Fazer planejamentos

Depois de obter as informações de quanto sua família gasta mensalmente, separe os gastos em fixos (aluguel, condomínio, gás, luz, telefone, escola e alimentação) e variáveis (cartão de crédito, crediários, vestuário, lazer e medicamentos). A partir dessa lista, separe os que são essenciais e os supérfluos. Avalie os contratos e os serviços que podem ser renegociados para planos mais econômicos e que sejam realmente utilizados pela família.

Sonhar em tempos de crise

Um planejamento bem organizado pode realizar sonhos da família no futuro. Os economistas recomendam que 10% da renda familiar deve ser guardada para emergências ou para realizar sonhos. Coloque em um papel os objetivos de sua família em curto (menos de um ano), médio (1 a 10 anos) e longo prazo (10 anos) e pesquise quais são as aplicações mais rentáveis para o seu perfil de investidor.

Economizar

Veja o que pode ser cortado dos supérfluos e o que pode ser substituído entre os essenciais. Muitas lojas, para não perder seus consumidores, estão investindo em promoções e cartões de desconto.

Planeje suas compras semanais ou mensais, dividindo entre vários supermercados, focando nas promoções que atendam às suas necessidades e às de sua família. Busquem opções de lazer gratuitas ou com preços baixos em sua cidade. Você verá que, no final, a economia será enorme e valerá a pena!

Saber como agir em caso de dívida

Se, mesmo com os cuidados acima, você cair em inadimplência e atrasar o pagamento de suas dívidas, procure seus credores para encontrar uma solução favorável para os dois lados. Uma opção que vem crescendo é a negociação virtual. Na internet o Quero Quitar, que faz a intermediação entre credores e devedores para que entrem em acordo pela, sem telefonemas estressantes, cobranças ou burocracia. Busque parcelas que caibam em seu orçamento familiar e que possam ser pagas sem problemas, sem a necessidade de fazer empréstimo no banco.

Sente-se capaz de equilibrar as finanças e fazer seu dinheiro render agora?

Participe comentando abaixo as suas ideias para escapar da crise em seu orçamento familiar!


Publicado originalmente em blog.queroquitar.com.br