O adeus para se começar

Se você chegou aqui ao acaso, provavelmente não irá entender muito. Mas se você recebeu um link pra chegar aqui, saiba que estou falando com você.


Não é o estilo que você gosta, mas espero que goste da escolha;

Conhecemos muitas pessoas todos os dias. A grande maioria delas, sempre vai passar apenas de relance nas nossas vidas, mas não todas. Uma hora ou outra, algumas vão marcar sua vida, seja lá qual for a forma. O engraçado, é que nunca vamos saber quais são essas pessoas. A gente só descobre mesmo na convivência, quando a aproximação se torna cada vez mais inevitável e a presença dela te faz bem.

Mas aí já entra outro ponto. Algumas marcam nossa vida, mas não permanecem nela e acabamos por perder o contato. Mas é quando se tá perdendo o contato que você percebe a falta da pessoa, o vazio que ficaria em sua vida sem ela, que a gente já identifica, quais que são as pessoas mais queridas, que a gente vai levar sempre no coração e que independente do tempo que fique sem se falar, a relação nunca muda.


Pra entrar no ensino médio, tive que mudar de escola. E no último ano dele, entrou uma pessoa que eu não fazia ideia da diferença que ela ia fazer na minha vida. Ela já conhecia algumas pessoas na instituição — pessoas nas quais eu também já estava familiarizado — e no entrelaçar de relações, acabamos sendo apresentados um ao outro.

Desde então, nunca mais paramos de nos falar(não por muito tempo pelo menos). Ela é aquele tipo de pessoa pra todas as horas. Que quando você tá feliz, você quer ela por perto pra dividir as emoções; quando você está triste, você só consegue pensar nela, porque sabe que ela sempre sabe as palavras certas pra te acalmar e te lembrar que vai ficar tudo bem; o tipo de pessoa que você sempre lembra nas datas importantes, seja comemorativas de feriado, ou como é caso, hoje.

Não nos vemos faz muito tempo, mas o contato pelo menos a gente mantêm. E sempre que puder, vou estar fazendo o possível para que isso não acabe.

Houve inclusive uma vez, que me recordo até hoje. Em meu último dia na instituição que ela ainda estuda, havia acabado de pegar meu certificado de conclusão do curso, e claro, antes de ir embora, fui falar com ela.

Dei um abraço bem forte, expliquei tudo, que naquele momento eu já havia terminado o curso, tirado todas as minhas coisas da instituição e que provavelmente não voltaria ali mais. Mas quando nos soltamos do abraço:

-Não, espera. O que é isso? — ela me interrogou

-Isso o quê?

-Não sei. O seu jeito, pareceu um adeus..

-…

-Você vai voltar aqui, não vai?

-Não sei…

-Vai sim. — respondeu com um jeito ríspido e meigo ao mesmo tempo. Nunca tinha visto ela dessa maneira.

-Tá bom então, vou voltar pra te ver. Algumas vezes. Mas o contato nós não vamos perder. Ok?

-Claro que não, vamos manter sempre..

Depois veio até mim, me deu um beijo em cada bochecha e o abraço mais sincero que havia ganhado na vida. Ali, naquele momento, eu percebi que o contato seria muito duradouro. E que se por algum motivo que seja, nós começarmos a nos distanciar, eu me lembraria eternamente daquele momento, um momento em que demos apenas um adeus, mas foi o início de tudo e teria forças mais uma vez, pra correr atrás da nossa valiosa amizade. Porque nós sabemos que não foi fácil sermos amigos, mas isso não vem ao caso~

Enfim, o que importa é que ainda estamos muito próximos, mesmo distantes fisicamente. Hoje em específico queria muito ver ela mais uma vez, afinal, é mais um ano na vida dela, o que significa mais experiência, mais mudanças na vida, a responsabilidade vem chegando, e junto à isso, as preocupações também.

Mas do quão extraordinária que sei que ela é, saber lidar com tudo que vir vai ser moleza. E lógico, mesmo que não dê, vou estar sempre torcendo por ela e apoiando em tudo que ela precisar. Pois ela sabe o quão importante ela é na minha vida, e eu sei o quão importante é esse dia em sua vida.

Por isso, é com todo carinho do coração que te desejo muitos anos de vida, saúde, alegria, paciência, amor, conquistas e muitas histórias pra contar, porquê é o que se leva de importante na vida, as coisas materiais são apenas consequências.

Enfim, pensei muito se iria fazer outra carta, mas eu te conheço e sei que é uma pessoa que tá sempre aproveitando o melhor da vida e fazendo coisas diferentes, então não optei por fazer algo igual. E claro, a flor eu pensei bem e achei que seria sim clichê, dar uma rosa pra flor mais Bella.

Eu te amo. Feliz aniversário. ❤

Like what you read? Give João Paulo Andrade a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.