Virando a mesa na base dos três R’s.

Durante esses dias, nada aconteceu. Minha vida estagnou num ponto aonde não acreditava no que estava fazendo e no que queria. Honestamente, cheguei ao ponto de infelicidade aonde cogitei desistir de tudo que faço, um trabalho que gosto, da pessoa que amo e das coisas que desejava, para virar só mais alguém infeliz do que naturalmente já sou, entretanto, inspiração vem de lugares estranhos.

Eu não acompanho mais WWE, que em suma, é um show esportivo de lutas combinadas com um monte de macho bombado fazendo acrobacias tri loucas com piruletas melhor que muitos circos aí e eventuais garotas com roupas pequenas, já que 99% do público dessa coisa é red neck. Dentre eles, tem o ‘’lutador’’ (não desmerecendo, esse cara já fez muita coisa bastante perigosa) chamado Seth Rollins (nome fictício, bem bolado por sinal).

Não importa quem ele é, não existe uma história de superação, nem sequer estou falando sobre um Rocky Balboa aqui, estou falando de um ator, simples assim. Um eventual acidente ocorreu com ele e lhe deixou fora da WWE, assim que tinha ganhado seu cinturão lá, e quando retornou, veio com esse lema aqui…

Numa tradução para o tupiniquim, seria algo próximo à Redesenhar Reconstruir Recuperar. Simples e fácil de memorizar, três R’s, igual Reutilizar, Reinventar, Reciclar.

Admito que estava com raiva por trabalhar tanto, desde 2013 correndo atrás de oportunidades no meio aonde estou, para terminar ‘’estagnado’’, sem reconhecimento que julgo que mereço, raiva da forma como sou, da minha aparência física que apesar de estar melhorando, ainda não é como eu quero ficar, dos meus comportamentos, da minha tendência a depressão e melancolia. Mas eu mereço muito mais do que tenho e se quero tanto, terei que me redesenhar.

Isso significa que vou trabalhar ainda mais, pensar mais, fazer mais, sujar as mãos mais, significa que preciso reconstruir coisas como a minha própria confiança, mesmo que isso signifique ser (mais) arrogante, meus planos e meus objetivos, e por fim, recuperar algo que nunca tive, que é meu reconhecimento, meu crescimento como pessoa profissional, influente na área aonde orbito, meu crescimento como pessoa que possa se olhar no espelho e poder ter orgulho da forma como estou aparentando e como estou.

Portando, devo correr ainda mais atrás de controlar alguns impulsos que costumo ter, farei mais exercícios como jogar basquete como gostava de fazer, mesmo que sozinho e acima de tudo, produzir mais, trabalhar mais, continuar o que faço e aumentar o ritmo.

Não posso permitir que minha vida só tenha uma rápida ascensão e uma queda vertiginosa. Ou você está constantemente crescendo, ou começa a cair. Não vou tolerar mais dores do tipo que não me façam crescer mais, estou farto da minha mediocridade e farto da mediocridade alheia.

Redesign, rebuild, reclaim.

Com uma raiva motivadora

Ass: Rei dos Contrários.

Like what you read? Give Rei dos Contrários a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.