Cortando Custos com o Auxilio do CEP

O ativo mais valioso de qualquer organização são seus clientes, e entenda-se por cliente qualquer pessoa física ou jurídica que consuma um produto ou serviço da organização mediante compra ou assinatura de um serviço.

Apesar do alto valor, a infinidade de processos para captura das informações que irão compor o cadastro de clientes faz com que a qualidade dos dados inseridos nos sistemas seja mediana.

Sendo o endereço componente importante na comunicação com o cliente, a baixa qualidade dessa informação gera perdas em todos os processos que dependem dele:

  • Mala direta promocional
  • Envio de boletos de cobrança
  • Envio de produtos adquiridos
  • Aprovação de crédito e ou seguro
  • Estudos de geomarketing, etc…

Na impossibilidade de melhorar a qualidade do endereço em tempo de entrada de dados, já que isso cria problemas de produtividade para digitadores e atendentes de telemarketing, ações simples envolvendo o CEP do endereço podem gerar ganhos consideráveis em termos de processo e mesmo financeiros.

Mas o que é CEP e qual sua Finalidade?

O Código de Endereçamento Postal é um conjunto numérico constituído de oito algarismos, cujo objetivo principal é orientar e acelerar o encaminhamento, o tratamento e a distribuição de objetos de correspondência, por meio da sua atribuição a localidades, logradouros, unidades dos Correios, serviços, órgãos públicos, empresas e edifícios.

A finalidade do CEP é racionalizar os métodos de separação da correspondência por meio da simplificação das fases dos processos de triagem, encaminhamento e distribuição, permitindo o tratamento mecanizado com a utilização de equipamentos eletrônicos de triagem.

Estrutura do CEP

Por definição o CEP é um código numérico, mas por boa prática deve ser definido dentro do sistema como texto pois, o zero a esquerda nos CEPs da Região Metropolitana de São Paulo é relevante.

Se a coluna for definida no banco de dados como número, ao ser transferido para um sistema externo e eventualmente alinhada a esquerda, pois o zero inicial foi perdido, o correto processamento do endereço passa a depender da interferência humana, o que no pior dos casos vai ocorrer apenas no final do processo gerando um retrabalho com todas as consequências conhecidas em termos de prazos e custos.

Existem algumas verificações rápidas que podem ser feitas na informação do CEP e que permitem excluir o registro do cliente de um processamento, ou mesmo identificar e separar aqueles endereços que devem passar por um processo de qualidade.

Uma forma rápida e segura de eliminar parte dos problemas é filtrar pelo CEP, (Código de endereçamento Postal ), os registros a serem utilizados para estes processos.

Qualificando o endereço de acordo com algumas regras definidas pelo Correio.

  1. CEPs terminados na faixa de numeração de 960 a 969: são de utilização exclusiva em campanhas promocionais, não podendo ser utilizados em um endereço residencial, comercial ou de instalação/entrega de algum bem.
  2. CEPs terminados em 999 ou entre 970 e 989: são de uso exclusivo para unidades do Correio, devem ser desconsiderados para endereço residencial e devidamente checado para outros fins.
  3. CEPs terminados entre 990 e 998: destinam-se a Caixas Postais, evidente que em alguns locais sua utilização é obrigatória para correspondência, mas este endereço merece cuidados, pois não há garantias no prazo de entrega de uma correspondência nos mesmos.
  4. CEPs com menos de 8 dígitos: estão incompletos e não devem ser utilizados para ações que incluam o envio de correspondência, em especial naquelas que dependam de prazo de entrega: promoções, boleto de cobrança, contratos, etc..
  5. CEPs fora de faixa: mesmo existindo um CEP nessa condição não será corretamente identificado pelo Correio e o processamento do mesmo deverá ser manual, novamente comprometendo prazos.

As faixas de CEP definidas por estado são as seguintes:

Faixas de CEP por Estado

Estes são procedimentos básicos para agregar qualidade e cortar custos diretos e indiretos em processos que se utilizem de endereçamento, eliminando os endereços mais problemáticos, ou direcionando-os para tratamento e recuperação em processos externos.

A verificação de faixa também pode ser aplicada para Cidade e Bairro, mas essa operação é mais complexa e vai interferir no tempo de digitação das informações nos sistemas de entrada de dados, comprometendo a produtividade dos digitadores.

As duas últimas verificações possíveis: Se o CEP existe e se ele esta correto para o endereço serão abordados em artigo futuro.