Espanta chato

Acho que eu não deveria, mas vou compartilhar a técnica que eu chamo de espanta chato, que consiste em fingir falar ao celular para não ser abordado por gente chata e inconveniente na rua.

São 6 passos:

1 — Não basta encostar o aparelho na orelha. Ninguém se engana com quem subitamente pega o celular, engata uma conversa, mas não consegue disfarçar a tensão. Relaxe;

2 — Certifique-se de que o aparelho está no modo silencioso. Vai que alguém resolve te ligar durante a encenação, né? Se ligar, finja com muita naturalidade que a ligação caiu sem você notar e que a pessoa está apenas retornando. Mas, atenção: ao atender, fale como se estivesse dando continuidade ao papo. Quem tiver ligado não vai entender, óbvio. Explique-se depois;

3 — Braços colados no corpo? Nem pensar! Gesticule. Gesticule muito! Quanto mais movimentos você fizer, mais convincente será. Expressão corporal é tudo;

4 — Diga frases, mas as interrompa no meio. Faça pausas pra fingir que a pessoa do outro lado está dizendo algo e depois volte a falar. Exemplo: “pois é, eu liguei pra ele, mas a tia Consue… hã?… não, não. O negó… negó… exat… Eu falei exatamente isso!”;

5 — O olhar deve estar sempre distante. Você pode até encarar a pessoa chata em algum momento e sussurrar algo como “falo com você depois!”, mas o olhar deve se manter perdido;

6 — Conseguiu se livrar do chato? Parabéns! Ok, a operação foi um sucesso, mas tenha a decência de finalizá-la dignamente. Como? Despeça-se. Mesmo se estiver sozinho, despeça-se. Exemplo: “Então tá bom… Tá bom [sorriso na voz]… Pode deixar, qualquer dia eu dou um pulo aí. Outro (beijo)! Tchau.”

De nada e boa sorte!