A narrativa globalista Trump-Rússia saiu do controle e agora ameaça Hillary, Obama e toda esquerda dos EUA

Os políticos e especialistas Democratas perderam rapidamente o controle da narrativa sobre a influência russa nos Estados Unidos.

Após publicação de matéria no Washington Post, que confirmou pagamento do Partido Democrata e da campanha Hillary Clinton pela criação de um dossiê falso conectando Trump à Rússia, várias pessoas envolvidas na história começaram a tentar tirar seu nome do escândalo.

Jornalistas do New York Times, Ken Vogel e Maggie Haberman, disseram que o advogado de Hillary Clinton, Marc Elias, mentiu várias vezes, por quase um ano, sobre as origens do dossiê.

Marc Elias — advogado da campanha de Hillary Clinton

O diretório central do Partido Democrata divulgou uma declaração cuidadosamente redigida para distanciar o atual líder do partido do dossiê. Segundo o comunicado, a nova liderança do partido não teve nenhum envolvimento com a criação do falso documento.

No entanto, o dossiê é apenas uma parte do problema. A investigação sobre a venda de 20% do urânio dos Estados Unidos para Rússia, durante o governo do ex-presidente Barack Obama, com envolvimento da fundação dos Clinton, já está sendo considerado por muitos como um dos maiores escândalos da história do país.

Vladimir Putin e Barack Obama

Com informações de: (1)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.