CEO do Twitter anuncia mais censura em resposta à repercussão envolvendo atriz atacada por Weinstein

Depois de denúncias contra Harvey Weinstein e de postar em sua conta no Twitter uma acusação de assédio sexual contra Ben Affleck, a atriz Rose McGowan foi suspensa da rede social.

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, respondeu à repercussão sobre a censura de Rose McGowan anunciando que ele estará expandindo seu regime de censura na rede social em nome da proteção das mulheres.

Jack Dorsey, CEO do Twitter

A hashtag #WomenBoycottTwitter — mulheres boicotem o twittter — entrou nos trending topics na sexta-feira em resposta à suspensão de McGowan, com muitas mulheres dizendo que iriam boicotar o site. Dorsey reverteu a suspensão de McGowan após 12 horas.

Embora a revolta dos usuários tenha acontecido por Dorsey ter bloqueado a conta de McGowan, ele interpretou a reação contra sua censura como um apelo para mais censura.

Atriz Rose McGowan

Em sua conta no Twitter, Jack Dorsey anunciou que novas medidas serão implementadas nos próximos dias:

“Nós decidimos tomar uma postura mais agressiva nas nossas regras e em como nós as aplicamos”
“Novas regras na área: avanços sexuais indesejados, nudez não-consensual, símbolos de ódio, grupos violentos e tuítes que glorifiquem violência”
“Estas mudanças começaram a rolar nas próximas semanas. Maiores explicações semana que vem”

Com informações de: (1)

Like what you read? Give RENOVA a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.