Escritora denuncia estupro nas redes sociais, mas nega fazer BO por não confiar no sistema

Ontem (28) às 10:30 da manhã, escritora Clara Averbuck postou relato no Facebook onde denunciava estupro por parte de um motorista do Uber.

Zero Hora

A resposta do UBER foi publicada logo depois:

Huffpost Brasil

Como era de se esperar, após várias acusações falsas e fanfics serem desmascaradas nos últimos meses, a internet pediu para a escritora fazer o mais sensato: denunciar o estuprador na polícia para evitar que o meliante cometa o mesmo crime com outra mulher. Até agora, isso ainda não aconteceu.

De acordo com o Estadão:

No relato, Clara Averbuck diz que não tem como provar o crime de violência sexual porque não tem provas.
“BO não é um documento mágico do Harry Potter que vai te defender. Como é que eu vou provar? Eu não tenho sêmen em mim, eu não tenho nada em mim. Eu só tenho essa marca (no rosto) de quando ele me derrubou no chão”

Para finalizar, deixo aqui alguns comentários no tuíte do Estadão com o link da matéria acima.