Hungria diz que UE é cínica e desonesta por criticar campanha anti-Soros

Zoltán Kovács, porta-voz do Premiê da Hungria, classificou acusações de antissemitismo por parte da União Europeia como “cínicas e desonestas”.

O país da Europa Central está em conflito com a UE em razão do seu esforço para impedir ação de ONGs financiadas por Soros interferindo na política e cultura da nação.

Governo húngaro está investindo em campanha publicitária explicando à população os meios utilizados pelo globalista George Soros para manter uma influência constante no cenário político da Hungria.

Bruxelas também está insatisfeita com a recusa da Hungria em aceitar cota de imigrantes imposta pelo grupo aos países membros.

ATTILA KISBENEDEK/AFP/Getty Images

Fonte

Show your support

Clapping shows how much you appreciated RENOVA’s story.