O dossiê falso foi utilizado como evidência por Obama para FBI investigar campanha de Trump

Até agora, o que podemos afirmar sobre o dossiê falso contra Donald Trump com base nas últimas informações?

Oponentes políticos de Donald Trump, em sua maioria Democratas, afinal, não podemos esquecer de participações ilustres de alguns globalistas Republicanos, como Jeb Bush e John McCain, financiaram um espião da Inglaterra — com fortes ligações em Moscou — para formular um dossiê conectando a campanha de Trump ao governo de Vladimir Putin.

De acordo com o jornalista Holman W. Jenkins Jr do The Wall Street Journal:

O dossiê resultante tornou-se um fator nas decisões da administração Obama para lançar uma investigação de contra-inteligência do FBI sobre a campanha de Trump e, depois das eleições, continuar com as suspeitas de conluio de Trump com a Rússia.

Simplificando, o partido Democrata financiou a produção de um documento conectando Trump à Rússia para que o Presidente Obama tivesse fortes motivos para mandar a Polícia Federal dos Estados Unidos investigar o candidato adversário nas eleições presidenciais.

O alto escalão do FBI está diretamente envolvido nesta história. Robert Mueller, o procurador-especial que está investigando o caso Trump-Rússia, ironicamente, atuava como diretor do FBI no período em que a polícia federal fez vistas grossas e permitiu que Obama vendesse 20% do urânio dos Estados Unidos para empresas russas envolvidas em esquema de corrupção, extorsão e suborno.

De acordo com matéria da Fox News, o âncora Sean Hannity foi curto e grosso com Robert Mueller:

Há evidências de “corrupção e suborno” envolvidas no acordo que permitiu que os interesses russos se apropriassem de 20% do urânio americano.
Robert Mueller “deve demitir-se imediatamente esta noite” porque seu papel como diretor do FBI apresenta um “conflito de interesse” para sua investigação que busca conluio entre atores dos EUA e da Rússia.
Robert Mueller

Estamos aguardando as cenas dos próximos capítulos, mas uma coisa é certa. O tiro do partido Democrata saiu pela culatra. Os papéis se inverteram.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.