Retrospectiva RENOVA do massacre na Venezuela: mês de JUNHO

Esta é a terceira parte da retrospectiva RENOVA sobre o caos na Venezuela. Confira o mês de Abril e de Maio:

1 de junho

Presidente do Parlamento busca ajuda na União Europeia.

2 de junho

62 mortos nos protestos.

4 de junho

Procuradora-geral inicia batalha contra Constituinte de Maduro.

5 de junho

Maduro diz que processo da Constituinte é irreversível.

Equipe de imprensa agredida.

Mulher agredida e roubada.

6 de junho

Polícia Bolivariana roubando mulheres em Caracas.

7 de junho

Multidão invade as ruas de Caracas.

8 de junho

Maduro exibe controle do Supremo.

9 de junho

Mais de 3.000 detidos nos protestos.

10 de junho

Oposição apresenta denúncia contra Constituinte.

11 de junho

Forte repressão dia após dia.

12 de junho

Classe média engrossa fluxo de refugiados.

13 de junho

Procuradora-geral recebe ameaças.

18 de junho

Chavistas tentam derrubar procuradora-geral opositora.

19 de junho

Brasil proíbe exportação de gás lacrimogêneo para Venezuela.

Povo venezuelano perdendo o medo.

20 de junho

Inflação dispara.

21 de junho

40 mil novos capangas de Maduro.

23 de junho

75 mortos desde o início das manifestações.

24 de junho

Leopoldo López denuncia tortura.

26 de junho

Jornalistas agredidos constantemente.

28 de junho

Maduro ameaça usar exército.

Policial Óscar Pérez abandona posto, rouba helicóptero e rebela-se contra Maduro.

29 de junho

78 mortos nos protestos.

Confira a última parte desta série de artigos clicando AQUI.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.