Filmes Escondidos da Netflix #2: HERÓIS DE RESSACA.

by Os Caçadores de Tesouros Perdidos da Netflix

Título Original: The World´s End.

Ano: 2013.

Dirigido por : Edgar Wright.

Com: Simon Pegg, Nick Frost, Martin Freeman e Rosamund Pike.

Categoria: Ação / comédia.

Sinopse: Heróis de Ressaca é o terceiro capítulo da trilogia do diretor Edgar Wright, que faz paródia aos grandes gêneros/blockbusters do cinema (os anteriores são Todo Mundo Quase Morto e Chumbo Grosso, o primeiro sobre zumbis e o segundo sobre filmes de ação), neste caso, aos filmes apocalípticos.

A história é centrada em Gary King (Simon Pegg), que na sua adolescência era o “líder” de um grupo de cinco amigos que decidem fazer uma maratona alcoólica pelos 12 pubs da sua cidadezinha, mas as coisas saem errado e eles não conseguem completar o desafio. Esta derrota persegue Gary até sua vida adulta, na qual, diferente de seus velhos amigos que se tornaram (aparentemente) todos homens bem sucedidos e há anos não se veem mais, ele é um fracassado que tem sérios problemas com a bebida e nenhum dos seus sonhos adolescentes de conquistar o mundo se realizou. É então que ele tem um momento de Jake e Elwood Blues e resolve juntar a “banda” novamente (se você tem mais de 30 anos e era fã da Sessão da Tarde entenderá a referência). Após convencer todos da importância de retomarem (sem trocadilhos alcoólicos) a sua jornada pelos bares da sua cidade natal, eles partem de Londres para Newton Heaven. Só que novamente as coisas fogem do controle e entre um copo e outro o grupo se depara com uma invasão alienígena.

O filme é um ótimo fechamento para a Trilogia Sangue e Sorvete (Blood and Ice Cream Trilogy) como ficou conhecida, ele pega os aspectos clichês deste gênero e faz piada com todos. Não é um humor para todos os públicos, principalmente para quem está acostumado, e gosta, das paródias típicas do cinema Hollywoodiano. Mas é uma ótima pedido para quem quer experimentar aquele humor peculiar inglês.

Pontos Fracos:

  • Pequenos “furos” no roteiro, como a forma fácil que Gary consegue convencer todos a voltarem para cidade após anos sem se verem e também como, após perceberem no que estão metidos, os convence a permanecer seguindo bebendo pelos pubs.

Pontos Fortes:

  • Uma ótima trilha sonora;
  • Os “robôs” alienígenas que tem as junções dos membros como se fossem bonecos dos anos 80;
  • É impossível não se identificar com aquele grupo de amigos que sai para beber e a noite sai toda errada e no meio da confusão ainda é preciso cura velhas feridas.
  • O filme deixa um gosto de “quero uma continuação”. Quem sabe o diretor não resolva fazer uma nova trilogia.
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.