Rumo a Goiânia

“Ei, Goiânia! Avisa aqueles olhos lindos que eu já cheguei.”

Leonardo Miranda

Esperar pouco de Goiânia, terra da cultura sertaneja, é impossível! Trata-se da capital e da maior cidade do Estado de Goiás, sendo a sede de uma imensa região metropolitana, popularmente conhecida como Grande Goiânia. Localizada ao centro da nação, próxima ao Distrito Federal, a cidade está em uma das mais importantes rotas de viagens do país, sendo nacionalmente reconhecida graças ao seu intenso e próspero turismo de negócios. Os fatores que impulsionam esse tipo de turismo na cidade são a boa infraestrutura e o baixo custo de vida, quando comparado com as demais capitais brasileiras. Desta forma, Goiânia é ideal para a realização de congressos, de conferências e de encontros voltados para fomentar e desenvolver diferentes áreas como saúde, educação, agronegócio, indústria e comércio. 
 
 Entretanto, quem viaja para a capital goiana com o objetivo de tratar de negócios, não deve deixar de apreciar os inúmeros pontos turísticos e alguns dos mais de 20 patrimônios históricos tombados da cidade, que também oferecem diversas outras opções culturais e de lazer capazes de agradar turistas com os mais variados gostos e estilos. As atrações começam pela arquitetura urbana, com destaque para os fascinantes prédios ao elegante e funcional estilo Art déco, movimento popular internacional de design influenciado pelo Cubismo, que teve seu apogeu entre os anos 1925 e 1939. Além de ser um grande acervo arquitetônico, Goiânia é considerada a cidade com a maior área verde total do país, com vias públicas repletas de árvores, diferentes opções de bosques, parques e muitas praças. Para quem procura diversidade cultural, não faltam museus, teatros, obras monumentais, cinemas, galerias de arte e bibliotecas. Shoppings e uma infinidade de restaurantes, bares, festa e excelente eventos fazem a alegria de quem quer fazer compras, apreciar a culinária local e se divertir na noite.
_________________________________
Natureza, cultura, esporte e saúde.

O Bosque dos Buritis, localizado no Centro, é o mais famoso da cidade e se apresenta como o local ideal para todos aqueles que gostam de conciliar um passeio em meio à natureza com uma boa dose de cultura. O bosque possui mais de 140 mil metros quadrados, vegetação nativa e exótica, três maravilhosas lagoas artificiais abastecidas pelo córrego Buriti, diversas trilhas, variadas espécies de pássaros e ainda pequenos animais silvestres. Para garantir a boa dose de cultura, o popular bosque acolhe o Museu de Arte de Goiânia, o primeiro museu público municipal de artes plásticas em toda região Centro-Oeste, com mais de 700 obras de arte entre pinturas, esculturas, desenhos e objetos variados. Outras atrações turísticas que também estão dentro do Bosque são o Monumento à Paz Mundial, uma obra de Siron Franco com cinco metros de altura em formato de ampulheta que contém porções de terra vindas de vários países, como também a maior fonte de toda a América do Sul, com jatos de água que chegam a atingir impressionantes 50 metros de altura, proporcionando um verdadeiro espetáculo.

No caso de turistas que gostam de aproveitar a viagem para ficar mais próximos da natureza, porém sem abrir mão dos confortos e facilidades dos grandes centros urbanos, o melhor local para visitar é o Parque Vaca Brava, um lindo reduto natural com área aproximada de 80 mil metros quadrados e que abriga o Goiânia Shopping, um dos maiores de todo o Estado de Goiás. Além disso, o Parque é rodeado por lojas, bares e restaurantes.
 
 Agora, se a intenção é praticar exercícios físicos rodeado de belezas naturais, a opção para o turista é o Parque Areião, que possui uma longa pista para caminhada e corrida com 2.400 metros de extensão, possibilitando a prática próxima de muito verde e um lindo lago. O parque também possui um campo de futebol, duas academias para ginástica e uma área infantil.

Já para aqueles que gostam de natureza, exercícios físicos e não vivem sem aventuras mais intensas, Goiânia também é o local certo. Por estar em uma região do país muito procurada por turistas que buscam adrenalina e fortes emoções, a cidade oferece a possibilidade da prática de esportes radicais aliada ao ecoturismo, tais como o rapel, o arvorismo, a tirolesa, o boia cross e a canoagem.

_________________________________
Mais opções culturais:

Além do Museu de Arte de Goiânia, localizado dentro do Bosque dos Buritis, a cidade possui outros três museus na região central: o Museu de Arte Contemporânea, com aproximadamente 500 obras em exposição, localiza-se à Rua 4, nº 515, Edifício Parthenon Center; o Museu Pedro Ludovico Teixeira, que oferece a oportunidade de conhecer detalhes sobre o fundador e da história da fundação do município, localizado à Rua Dona Gercina Borges Teixeira, nº 133; e o Museu Estadual Professor Zoroastro Artiaga, uma edificação que reforça a influência do estilo Art déco na arquitetura da cidade. Localizado à Praça Cívica, nº 13, este último reúne documentos históricos, artefatos indígenas, arte sacra e popular, objetos da época da Revolução Industrial, minerais, rochas, diversas peças artísticas e ainda toda uma seção reservada exclusivamente para o folclore.

Outros monumentos de destaque são o Monumento às Três Raças, escultura localizada no centro da Praça Cívica, simbolizando a miscigenação dos brancos, negros e índios, bem como o Relógio da Avenida Goiás, um dos primeiros pontos de referência da capital, inaugurado em 1942.

Goiânia também conta com a maior exposição permanente de painéis a céu aberto do planeta. São os 14 Painéis da Via Sacra, de autoria do artista plástico Omar Souto. Cada painel possui dez metros de largura por quatro de altura. A impressionante obra retrata os principais momentos da Paixão de Cristo e podem ser apreciados por 16 quilômetros, ao longo da Rodovia dos Romeiros.

_________________________________
Feiras, culinária e entretenimento noturno.

Mais um ponto forte da cidade são as feiras de artesanatos e gastronomia espalhadas em vários bairros. São inúmeras, mas a melhor indicação para quem não volta para casa sem comprar artesanato local e lembranças para parentes e amigos é a famosa Feira Hippie de Goiânia, a maior feira livre a céu aberto do Brasil. Localizada na Praça do Trabalhador, conta com aproximadamente 6.000 expositores, oferecendo os mais variados tipos de produtos artesanais. Outra feira de destaque na cidade a Feira da Lua, que funciona aos sábados na parte nobre da cidade, o Setor Oeste, atendendo classes econômicas mais privilegiadas. As feiras também são bons locais para apreciar a culinária local, oferecendo variados tipos de alimentos como pamonha, curau, doces de cascas de frutas, frutas cristalizadas, biscoito de queijo e bebidas, tudo preparado artesanalmente.

Os principais pratos típicos encontrados nos restaurantes da cidade são arroz com pequi servido ao lado de uma carne, churrasco goiano, peixe grelhado na telha, carne com quiabo, baião de três, carne de sol com legumes, pernil assado com farofa na manteiga, leitão pururuca, frango com pequi, empadão goiano, entre diversas outras delícias da culinária sertaneja.

Para quem procura diversão noturna, a noites de Goiânia são muito animadas e ecléticas, com opções de estabelecimentos especializados em variados estilos musicais. Entretanto, a música sertaneja se destaca e o estilo está presente na maioria dos bares, dos restaurantes, das casas noturnas, das festas e dos eventos da cidade. E não era para menos, estamos falando da terra do Sertanejo de Raiz e do Sertanejo Romântico, que influenciaram e ajudaram a difundir a terceira fase do estilo, o chamado Sertanejo Universitário.

Goiânia reúne todas as características que uma cidade precisa para prosperar e receber bem seus visitantes, uma cidade digna de ser o coração de um grande centro urbano. E assim, todos que visitam essa terra passam a entender melhor o refrão do sucesso de Leandro e Leonardo: “Ei, Goiânia! Não deu para segurar a barra, então eu voltei!”.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Revista QShow’s story.