Sopra o vento

Um pássaro de desmedida alegria pousou no ombro, soltou um pio, bateu as asas e voltou pra natureza, deixando o vento mexer alguns fios de seu cabelo. A simplicidade desta ação em plena manhã acendeu o brilho nos olhos daquela moça.

Depois de uma noite de perda de sentidos em sono pesado, ela desperta pra beleza do mundo encontrado numa criatura menor que ela, mas tão potente em beleza e esperança quanto um sonho.

A natureza é nosso maior consolo diante de todas as aflições; é nela que expandimos nossa visão de tudo, renovamos nossa energia e temos a certeza da presença superior que nos rege.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.