Vai, Vem, Vai.

Parece que tudo está bem

Que todas as ondas vem e vão

Como fizeram durante todo o verão

Mas o mundo não é regular

Aqui, ora a onda chega aos meus pés

Ora quebra tão longe que não posso sentir seu cheiro

Às vezes à noite, ela chega muito perto

Perto de tocar a cidade, perto de ser sensacional.

O amor dela era assim

Instável, volátil e imprevisível

Vinha e ia como as ondas

Às vezes à noite, ela chegava muito perto.

Perto de tocar o céu, de retorcer o corpo e deixar o gemido escapar

Preferi ter a certeza de não sentir

Do que viver com as migalhas do amor das vezes.