IMPRESSÕES

Priscila Prade

Estórias sobre a criação do projeto gráfico do livro

Quando o fotógrafo faz um portrait de alguém, exibe naquela fotografia suas impressões e olhares sobre o fotografado. Fazendo um paralelo, a fotógrafa agora virou a fotografada da vez. Minhas lentes apontaram para ela, e tiveram que ser ajustadas perfeitamente para que eu conseguisse imprimir no projeto gráfico as Impressões mais puras de Priscila.

Vou relatar aqui um pouco do processo de criação do projeto gráfico e da relação que foi se desenvolvendo com a fotógrafa Priscila Prade durante o processo de criação do projeto gráfico do Livro IMPRESSÕES — PRISCILA PRADE, assinado pela Serifaria.

O livro em questão é, nada menos, do que um apanhando da carreira da fotógrafa e nada menos que a sua alma tinha que estar impressa nele. Esse era nosso maior desafio, o fato da relação da cliente com o produto, ser próxima demais, inseparável. Apesar disso, Priscila sempre nos deixou a vontade para apresentar ideias e propor novas soluções em todas as etapas do projeto. E é por isso que deu tão certo, foi uma relação designer — cliente estabelecida tendo a confiança como base.

Agora era hora de pensar o conceito em si do livro e como se daria o mix das imagens com algumas frases que Priscila havia escolhido. Queriamos um projeto gráfico impactante assim como é o trabalho de Priscila, mas ciente de que, as fotografias é que deveriam brilhar.

Vermelho.

Era o que minha lente mostrava quando eu apontava para as fotografias de Priscila. Vermelho de cor, de calor, de paixão.

O vermelho explodia no seu trabalho. E não pude ignorar isso.
Rodrigo Lombardi e Cauã Reymond

O projeto tinha que se desenhar a partir desses conceitos que permeiam o vermelho. A começar pela escolha da foto de capa, uma sugestão nossa que foi acolhida pela fotógrafa. Uma boca escancaradamente vermelha e gigante. Só ela e o título bem na base, marcado com serigrafia. Era o suficiente para darmos a dica do que estava por vir nas páginas internas.

A guarda (página dupla que vem colada na capa) escolhida foi o color plus Tóquio, vermelho de arder. Na sequencia temos o Alexandre Nero segurando um coração, vermelho, antecedido da frase “Partiram seu coração? Reparta e distribua” de Michael Melamed. (imagem do topo da página)

Alexandre Nero abre a primeira página de fotografias do livro

Por falar nas frases, usamos um fio puxado em algumas letras, sempre ultrapassando o limite das bordas, dando a sensação de continuidade, infinito. O projeto gráfico ajuda a contar uma história, e a história de Priscila estava sendo exposta ali, nessas 248 páginas. E entender e respeitar isso é fundamental para o sucesso do trabalho.

Vanessa Giácamo e Luiza Valdetaro

Ao longo dos meses fomos montando o espelho, as páginas, olhando com cuidado as fotos, vendo quais iam bem lado a lado e quais deveriam vir na sequencia uma da outra. Algumas imagens nos direcionam para alguma frase, outras frases, ficariam lindas se fossem colocadas (as vezes com certa ironia) ao lado de outras… e dessa forma, com muito diálogo, o livro foi tomando forma.

Por fim, ficamos bastante orgulhosas do resultado.

O lançamento de Impressões foi um sucesso (confira as fotos abaixo) e muitos dos artistas fotografados estavam presentes prestigiando Priscila.

Nós só temos a agradecer a Pri pela confiança, aprendizado e oportunidade de fazer parte desse projeto.

Que venham outros!

Marina Chevrand | marina@serifaria.com

Marcella, Luiza e Marina (time Serifaria) com Priscila Prade no evento de lançamento
Show your support

Clapping shows how much you appreciated SERIFARIA’s story.