Phon4zo, do Rio para o Mundo!

Conversamos essa semana com o produtor carioca de apenas 16 anos Caio Peixoto, que está lançando no dia 27 o seu novo EP — Stoned Bass pelo SOLTA. O produtor contou pra gente um pouco sobre a sua história, EP e o cenário da música independente brasileira.
Quem é Phon4zo?
  • Phon4zo ou fonazo, é um jovem produdor que esta crescendo no mundo do Trap e EDM em si. Iniciei com esse projeto no inicio deste ano de 2015 procurando meios de destaque com as produções com inspiraçao principal o Trap Music, que foi o qual me identifiquei. No brasil o Trap misturado ao Funk que tem crescido demais acabou virando algo viral porem com poucos produtores envolvidos e com isso achei interessante investir na nova vertente e com meus conhecimentos lancei alguns remixes que me levaram ao topo rapidamente como “Tava no fluxo” por exemplo que foi compartilhada por diversos canais no youtube e com mais de 20k no SoundCloud, algo que foi impactante pra mim pois não acreditava que faria sucesso Após isso surgiram as primeiras parcerias no meio do ano com Hustlrx, K Sling Hook e a criação do duo DMND KLVN com Hustlrx q em seu primeiro lançamento teve grande repercussão com o remix da musica “Que grave é esse” .
E porque escolheu Trap Music como gênero principal?
  • Porque sempre gostei do Hip Hop e o Trap evoluiu de uma mistura de EDM com o Hip Hop e outras vertentes e eu me identifiquei com o estilo e as produções do Trap.
O seu EP Stoned Bass tem muito disso. Como foi produzir ele?
  • Na verdade eu sempre curti o estilo musical mais underground, mais “PESADO”, principalmente no Trap então resolvi dar o meu melhor em tracks originais buscando ficar proximo da qualidade e do estilo do Trap Norte-Amicano.
E qual a ideia por trás do nome Stoned Bass?
  • O nome simplesmente define as tracks do EP. E não tem muito segredo. São tracks produzidas pra mostrar quase tudo que sei.
Você comentou que gosta muito de Hiphop e foi o que influenciou a seguir na Trap music. Quem são suas referencias quando está produzindo?
Falando sobre musica, qual a maior dificuldade que você encontra atualmente tanto no Trap mas também em relação a espaço na cena da musica independente brasileira?
  • Pra mim, no brasil principalmente eu vejo que devia haver mais apoio e reconhecimento de artistas novos. Eu procuro colaborar com todos, sempre agradeço nas redes sociais, sou bem humilde mas acho que se tivesse um pouco mais de oportunidades a todos produtores podemos ir mais longe ainda.
Pra finalizar o que podemos esperar do Phon4zo pra esse fim de ano e para o ano que vem?
  • Bom, acho que esse foi um ano muito bom pra começo de um projeto que eu nem acreditava que seria levado a sério, nesse final de ano terão mais alguns lançamentos apos o EP. E acredito que ano que vem será melhor e renderá mais do que este que se passou.
Dia 27/11 fiquem ligados que é o lançamento do EP — Stoned Bass do Phon4zo.
Siga Phon4zo em suas redes socias:
SoundCloud — Facebook