Infartos silenciosos afetam mais os homens

Quase a metade de todos os infartos (ataques cardíacos) são silenciosos e ocorrem sem o aparecimento de qualquer tipo de sintoma como dor no peito ou falta de ar, segundo um estudo realizado no EUA.

Os infartos silenciosos — e também os sintomáticos — são muito mais comuns em homens. No entanto, as mulheres vítimas de ataques cardíacos silenciosos são 58% mais propensas a morrer em comparação às mulheres que não sofrem infartos. Nos homens esta taxa é bem menor e está em apenas 23%.

Tipicamente, as pessoas que sofrem infartos silenciosos não procuram cuidados médicos porque não sabem que existe algo errado, afirmou o médico Zhu-Ming Zhang, do Centro Médico Wake Forest Baptist, e autor de estudo sobre o tema.

Zhang e seus colegas estudaram cerca de 9.500 adultos de meia-idade. Metade dos participantes foram acompanhados por mais de 13 anos. Durante esse tempo, 317 pessoas tiveram ataques cardíacos silenciosos e outro 386 tiveram ataques cardíacos com sintomas clássicos que são mais fáceis de detectar. Das 1.833 mortes por todas as causas relatadas durante o período do estudo, 189 estavam vinculadas a problemas de coração.

Como os ataques cardíacos silenciosos são, por definição, muito difíceis de se detectar, é fundamental que as pessoas levem à sério qualquer sintoma de desconforto, seja uma leve dor no peito, na mandíbula, dificuldade para respirar ou até mesmo uma simples azia.


Por Thiago Varella