Um dia me perguntaram: “por que você escreve?”

Não sei ao certo porque escrevo,

Talvez seja porque necessito expulsar as amarguras acumuladas em minh’alma,

Ou porque preciso transbordar, ao mesmo tempo que eu sei que sou incompleta.

Escrevo porque não consigo não escrever…

Escrevo para tentar achar a resposta do “por que escrevo?”

Mas essa eu nunca saberei,

Afinal, eu nem escrevo,

São as palavras que me escrevem.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.