Seu sangue por um atendimento de excelência

Quer ser bem atendido? Ao invés de passar raiva em “certos restaurantes”, doe sangue.

As redes sociais tornaram-se porta vozes de clientes — satisfeitos e insatisfeitos — que costumam compartilhar suas experiências de consumo. O fenômeno mudou o comportamento das marcas, hoje mais empenhadas em buscar excelência no relacionamento com clientes.

Esses depoimentos de consumidores representam uma das principais fontes de informações para outros consumidores à procura de bons serviços e produtos.

Inspirado nessa prática cada vez mais usual, trago aqui minha experiência vivida, não em uma loja, ou um restaurante, mas ao fazer uma doação de sangue no Criocentro, banco de sangue do Hospital Santa Rita, em Vitória — ES.

O principal objetivo desse artigo é encorajar o leitor a aderir à doação sanguínea e ajudar a salvar vidas, contando uma história cheia de boas práticas profissionais. Uma história verdadeira e com final feliz.

A recepção

Ao adentrar a sala de espera, retirei a minha senha. Meu número foi chamado antes mesmo que eu me sentasse para aproveitar o ar condicionado e assistir um pouco de TV.

Uma recepcionista extremamente simpática anotou meus dados, me entregou o material de orientação e me pediu para aguardar. — Agora, vai demorar, pensei.

A triagem

Novamente, me surpreendi. Em menos de um minuto, o profissional me chamou pelo nome precedido de “senhor” (um exagero que não me seduz, mas é uma marca de profissionais acima da média).

Para os mais temerosos, a retirada da amostra de sangue é indolor. A entrevista é feita em meio a um bate papo descontraído e educado. As perguntas que poderiam ser mais desconcertantes são apenas lidas pelo doador e a resposta é dada com um toque na tela.

A preparação

Ganhei mais um folder, fui encaminhado a uma espécie de copa e encorajado a me alimentar à vontade de biscoitos, doces, sucos de frutas outras guloseimas. Um belo brunch àquela hora da manhã.

A retirada do sangue

É feita enquanto você relaxa em uma cadeira confortável com regulagem eletrônica de posição. Aguardo apenas alguns minutos enquanto me ajeito para olhar a TV.

Dica: se você tem medo de agulha, basta não olhar o procedimento. Garanto que a dor fica reduzida à metade.

Na verdade, é uma pequena picada, que não se compara à dor de quem depende de alguns miligramas de sangue para sobreviver.

A despedida

Após alguns minutos mexendo no celular, a doação está concluída. Recomendam-me uma nova visita à copa, para dar mais um reforço na alimentação. Recebo outro material de orientação e estou liberado.

Antes de sair, respondo uma pesquisa de satisfação que avalia o desempenho dos profissionais e a infraestrutura do local.

O tempo total de toda essa operação não ultrapassou 40 minutos. Por isso, é possível doar sangue até durante o horário de almoço tranquilamente.

O atestado

Sem querer encorajar as pessoas a faltarem ao trabalho, vale lembrar que o doador também recebe um atestado, isto é, um coprovante de doação de sangue.

O documento lembra que tanto os funcionários públicos, quanto os da iniciativa privada têm direito garantido em lei de se ausentar do trabalho para doação de sangue.

As principais leis e normas que tratam da doação de sangue são:

  • Lei n 1.075 de 27/03/1950
  • Decreto-lei n 229 de 28/02/1967 que alterou o artigo 473 da CLT
  • Decreto -lei n 5.452 de 01/05/1943 (CLT), art. 437, inc. IV
  • Lei Complementar 46 de 31/01/1994, do Estado do Espírito Santo, art 30, inc. II

A carteirinha

Após a entrega dos resultados da primeira doação, é possível solicitar a carteirinha de doador e passar a frenquenar o lugar periodicamente.

Outra vantagem é que o doador de sangue tem o direito à meia entrada em eventos culturais, de acordo com a Constituição Federal. No Espírito Santo, o direito é garantido pela Lei n 7737/2004.

O Hospital Santa Rita opera com estacionamento pago, similar aos dos shoppings. Para o doador, basta solicitar o carimbo da guia do estacionamento na recepção e sair sem pagar nada.

Doar é um ato de boa vontade e uma atitude que desperta um sentimento muito bom de salvar vidas. Aliado a um atendimento de excelência, torna-se uma experiência cercada de satisfação ainda maior.

Like what you read? Give Sandro Costa a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.