Tudo o que eu não digo é mentira
Juliana Campelo
161

Juliana Campelo , acabei de ler todo seu trabalho e não consegui deixar de recomendar, compulsivamente, cada texto, cada poema. Seus versos são lindos, em forma e conteúdo. Trabalha com delicadeza e esmero. Constrói, desconstrói e reconstrói as palavras, dando-lhes vida nova. O deleite é visual, é intelectual e, especialmente, sentimental. Sua poesia é passional e primorosa, o que mais posso dizer. É um deslumbre encontrar escritos como estes no Medium. E elogios, quando sinceros, não devem ser contidos. Meus parabéns.