Belo texto SantosJr, um lembrete de que sempre nos apaixonamos primeiro pela nossa própria idealiza…
L. Nicolai
32

L. Nicolai, penso que foi certeiro em suas palavras. Parece que durante a própria fase inicial, a de encantamento, de se conhecer, vamos colhendo o que queremos pra nos deslumbrarmos. Mas se não tivermos a consciência que precisamos ser e estar completos, tenderemos a depositar no outro o que gostaríamos de ter em nossa própria vida.

E, cara, queria roubar sua frase e arrematar meu texto. Por ética, apenas a replico: “De nos preencher primeiro, para que o amor transborde e não só complete.

Acho que está aí né…

Obrigado por participar.

Abraço.