Fique muito atento aos sintomas da tuberculose

Em Contagem, tratamento é oferecido gratuitamente na rede pública de saúde

A tuberculose tem cura. Há dez anos, o garçom Pedro Paulo Pereira, de 47, teve febre alta e após fazer exames descobriu que tinha contraído a doença. “Fiz tratamento por seis meses e fiquei afastado do trabalho por quase dois anos. Mas consegui me curar”, comemora.

Embora a tuberculose seja uma das principais causas de morte entre as doenças infecciosas do mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é uma doença curável e evitável. De acordo com o Ministério da Saúde (MS), o percentual de cura da doença em 2011 foi de 75,4%. O tratamento contra a doença é oferecido, gratuitamente, pela rede SUS/Contagem, mas ter acesso às informações sobre a tuberculose é fundamental para que as pessoas infectadas procurem ajuda médica.

Pedro Paulo fez o tratamento e se livrou da tuberculose

Por isso, hoje, 24 de março, data em que se comemora o Dia Mundial da Tuberculose, a Prefeitura Municipal de Contagem (PMC), por meio de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), promoveu uma ação de divulgação de informações contra a doença na Estação de Metrô Eldorado.

Das 9h às 11h e de 14h às 16h,uma equipe de cerca de dez pessoas distribuiu panfletos com orientações sobre a tuberculose e aproveitou para conversar brevemente com pessoas que embarcam e desembarcavam na estação. Diariamente, milhares de usuários do transporte público circulam pelo local. Ao todo, seis mil panfletos foram distribuídos ao longo do dia. O garçom Pedro Paulo concorda com a necessidade de divulgar informações sobre a doença: “Assim como eu tive a oportunidade de me tratar, outros também poderão ter”.

Ao longo do dia, seis mil panfletos foram distribuídos na Estação de Metrô Eldorado

“Muitas pessoas acham que a tuberculose não existe mais, mas a doença segue vitimando pessoas pelo mundo. Em Contagem, no ano de 2015, cerca de 110 pessoas tiveram diagnóstico positivo para a tuberculose, e o ano contabilizou quatro óbitos devido à doença. Em 2016, houve uma média de 105 diagnósticos”, afirma a referência técnica para as Doenças e agravos transmissíveis não-transmissíveis (Dat/Dant) da SMS, Ana Maria Viegas.

Informação e atenção aos sintomas garantem uma vida saudável

Quem está tossindo por mais de três semanas deve procurar uma unidade de saúde para ser avaliado e, se necessário, realizar exame para detecção da doença. Caso haja confirmação, o tratamento deve ser iniciado, imediatamente, com duração mínima de seis meses, durante todos os dias e sem nenhuma interrupção. A vacina BCG, recomendada para crianças menores de um ano, só protege as crianças contra as formas mais graves da doença.

Data: 27/03/2017

Repórter: Carolina Brauer / Ascom / SMS

Crédito das fotos: Adelcio R. Barbosa

Um novo tempo começa aqui: Gestão, Ação e Coração. ❤