Querida Ilha

Querida Ilha,

Deixo-te para trás com lágrimas nos olhos mas com o coração cheio de memórias.

Agradeço a tua hospitalidade, a tua alegria e vivacidade.

Não sei se já te disseram, mas não existe ilha tão bonita quanto tu, nem uma que crie sonhos e aventuras tão memoráveis.

Quero que deixes uma mensagem à tua população: “Nunca deixem de ser felizes. Continuem sempre com a música no máximo”. É que, como dizem algumas pessoas muito especiais, “O país tá bom”.

Gostava que lembrasses sempre os meus alunos para continuarem sempre a prosseguir os seus sonhos, independentemente das adversidades. Como dizíamos sempre nas aulas, se não acreditarmos em nós e no nosso projecto, quem vai acreditar?!

Não sei se já te disseram, mas o teu mar, o verde que te percorre, os teus produtos são indescritíveis e incomparáveis a qualquer outro.

Orgulha-te dos teus voluntários da mesma maneira como eu me orgulho. Foram incansáveis connosco. Criei grandes amigos que ficaram para a vida toda. Espero que eles saibam que a porta de Portugal estará sempre aberta e com um abraço apertado para os receber.

Mudei muito contigo, sabias?

Obrigada mais uma vez por tudo, principalmente por poder dizer que a Ilha do Príncipe é a Ilha dos Sonhos, a minha adorada Ilha.

Beijinhos e Beijocas já cheios de saudades, mas sempre com a promessa de nos voltarmos a ver.

Nunca um Adeus, mas sim um até já.

Maria Miguel Cubas

Assim LEVE…LEVE…