“qualé, eu não roubei ngm não… sr…”

Meu Amigo É o Latino do Humor

Até nos EUA tem casos de plagio, copia e roubo de piadas.

Uma das piores coisas que um comediante pode fazer em um palco não é simplesmente dar água*, é copiar umas piadas ou um set inteiro de piadas de outro comediante. Isso queima, queima muito a profissão dele (no meio interno).

Casos bem peculiares nos EUA aconteceu nos ultimos anos:

  1. Amy Schumer copiou piadas de 4 comediantes (dentre eles um já morto).
  2. Dane Cook que copiou piadas do Louis C.K. (tudo! Set-up e punch).

Eu gostaria muito de fazer um Top 10 comediantes, mas já fizeram isso: 10 comediantes famosos que foram acusados de roubar piadas. (está inglês mas tem como traduzir pelo Google e entender tudo)

O problema que em terra de tupiniquim quem poderia imaginar que isso aconteça? Sim! Acontece.

Mas quero deixar claro que é muito complicado definir o que é um roubo de piada e uma “coincidência” de assuntos com desfechos próximos.

A primeira é a pura preguiça de não ver formas de criar material e copia tudo. Set-up e punch, até o tempo de piada.

A segunda é algo comum, ainda mais por inúmeras pessoas estarem escrevendo coisas e os assuntos acabam próximos. Então é quase impossível, por exemplo, você fazer uma piada que Os Simpisons não tenha feito.

Essa aqui é um compilado de piadas da Amy Schumer (sim, fizeram um compilado de piadas). É uma evidencia clara de “roubo de piada”.

Tá mas e se não for o caso? Se eu não roubei por que quis e sim desenvolvi um material e no fim: é idêntico a alguém que eu vi (mas não lembrava que vi)? Eu estou errado? Não. Tem um nome especifico para esse caso: Cryptomnesia.

Um vídeo explicando o que é a cryptomnesia e mostra também a piada roubada de Louis C.K por Dane Cook.

Como eu disse em terra tupiniquim também acontece muito disso. Casos muitos “roubo de piada”, casos talvez de “cryptomnesya” e casos de… temas bem próximos. (as piadas aqui marcadas são todas do Jerry Seinfeld).

Tomem cuidado, pois escrever piadas demanda tempo de escrita e teste de material, a melhor dica que existe na construção (alem de pensar no conceito cômico) é escreva sobre coisas pessoais e únicas que só você pode ter vivido… ou seja o Seinfeld. O Luis C.K e o Bill Burr conseguiram essa identidade depois de “transpassar” a barreira do comum, faça você também.


PODCAST DO LEO LINS (não tem conta do medium)
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.