Um breve relato de uma revolta passageira

As pessoas nos fodem mesmo quando não convivem mais conosco. Como cheguei a esta conclusão? Muito simples! Alcancei tal nível de iluminação ao me ver obrigado a comparecer novamente à instituição de ensino da qual fiz parte durante longos 11 anos para tomar posse de meu tão desejado Certificado de Conclusão do Ensino Médio. Minhas caras e caros ex-colegas me fizeram crer que seria necessário algum tipo de troca monetária para adquirir tal documento. Portanto, levei comigo a quantia que julgava ser correta e, no meio da lomba, descobri que ainda me faltavam R$ 2,00, e também descobri que minha vontade de descer até minha morada apenas para completar o que eu nem tinha certeza de ser o valor necessário era absoluta e irrefutavelmente nula, então segui meu caminho.

Chegando lá, cumprimentei os funcionários que já não via há alguns meses e tomei meu rumo à secretaria onde, depois de alguns minutos de uma conversa tão repetitiva sobre futuro acadêmico, recebi o belo Certificado embalado em um simples envelope. Fiquei aguardando qualquer tipo de cobrança vinda da pessoa que me havia entregue o papel, mas nada foi dito. Então deduzi que, na verdade, o recebimento do documento era completamente grátis.

No retorno à casa pensei comigo mesmo sobre como os fantasmas de um passado, mesmo que recente, continuam a nos assombrar. Pois devido a uma fala que, provavelmente, não tinha embasamento lógico nenhum, fui levado a crer em uma inverdade tão imbecil e simplória quanto essa.


Escrito em 04 de janeiro de 2016 às 10:42
Show your support

Clapping shows how much you appreciated Nyarlathotep’s story.