Aos Amigos

Alguns amigos com carinho e dúvida, frequentemente, fazem a seguinte indagação
Tua vida parece errante, então, que caminho tu buscas nestas andanças pelo mundo?
Ao que digo: apesar de parecer vagante, existem irrevogáveis certezas que pulsam no coração
E que fazem eu seguir nesta jornada, fugindo do trivial e algumas verdades buscando

A primeira é a remoção das dúvidas que fazem o amor plenamente aflorar
Para que tão veneráveis moléculas pautem pensamentos, palavras e ações
E que, com cada pessoa, eu as possa carinhosamente compartilhar
Para que as perólas que eu encontre, também adornem outros corações

Depois, uma incessante busca por irrefutáveis verdades sobre a vida
Porque, assim como as leis naturais, existem também preceitos que governam nossa natureza
E a compreensão de tais princípios ornamentam uma gloriosa e admirável avenida
Onde o homem, ao conhecer-se, caminha com gratidão, sabedoria e leveza

Ademais, o encontro de uma inquebrantável força que auxilie a ter empatia com o sofrimento humano
Para que as dores de outrem, possam ser, ainda que parcialmente, minimizadas
Sempre que eu puder doar algum gesto, palavra ou texto sobre-humano
Onde o amor e o conhecimento sejam as premissas sublimemente partilhadas

Entrementes, construir pontes para que o desconhecido se torne um eterno amigo
Com o intuito de remover as efêmeras fronteiras que dividem a humanidade
Pois o amor, o conhecimento e a compaixão produzem um terreno pródigo
Que livremente nesta vida, me auxiliarão a plantar férteis sementes de fraternidade

E se a graça Divina me brindar com a possibilidade de exito nesta empreitada
O que parecia errante, revelar-se-á claramente como um magnânimo legado
Onde cada ser humano tem, em sua una essência, um fantástica oportunidade
De transformar sua vida, num deleite onde ele é um princípio supremo fisicamente manifestado.
(Tadany — 10 06 09)

PS: Para citar este Poema:
Cargnin dos Santos, Tadany. Aos Amigos. www.tadany.com®

#poema #arte #tadany #caminho #escolhas #espiritualidade #amor#sabedoria #revelacoes #poesia