Instruções para viver bem #7

Tua maneira de dedicar amor. Teus ‘agoras’. Tua sílaba tônica em retrogosto. A intimidade que tens com a liberdade. O tempo que dá às coisas. Tuas lágrimas que chegam a molhar [meu] colo com a ficção. Teu insistir em fazer tudo realidade.