Saudades do sono tranquilo… dos sonhos insanos, do acordar sereno, da vida sem enganos… Voltemos, por favor!?